Decisão do STF contra vaquejadas gera protesto nesta terça na Paraíba

Decisão do STF contra vaquejadas gera protesto nesta terça na Paraíba

Vaqueiros, criadores de animais, donos de comércio de artigos afins, defensores e simpatizantes das vaquejadas estão se organizando como parte de uma mobilização nacional para um protesto nesta terça (11), às 9h, com concentração na Praça da Independência.

“Será uma manifestação pacifica, onde vamos mostrar nossa indignação com essa equivocada e desproporcional decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que proibiu a realização de vaquejadas no Ceará, e cuja decisão deverá ser adotada em todo o país”, explica Artur Filho (PRTB-PB) que é contra a decisão do STF. Segundo ele, é “a morte de uma das mais antigas e importantes manifestações da cultura nordestina”.

Artur Filho defendeu as vaquejadas, afirmando que o evento “é bem diferente de anos atrás”. Segundo o parlamentar, as vaquejadas são eventos culturais e esportivos, e o uso de caudas protéticas impede que os animais sofram maus tratos.

Também parte da organização do protesto, o Presidente da Associação de Vaqueiros Amadores da Paraíba, Walter Trigueiro Júnior, conhecido como Walter Papel, explicou os motivos da manifestação. Segundo ele, o protesto tem como objetivo chamar a atenção dos políticos da Paraíba sobre a necessidade deles se unirem para evitar que essa decisão do STF acabe com as vaquejadas. “Já falei com Artur Filho e ele se prontificou a encabeçar essa luta na ALPB”, afirma Papel. 

Na Câmara Federal, o deputado federal Efraim Filho (DEM-PB) que já se pronunciou a favor da manutenção das vaquejadas, taxando a proibição do STF de “equivocada” e “preconceituosa”.

 

 

Click PB