Deca cobra novo turno de trabalhos para a transposição

Deca cobra novo turno de trabalhos para a transposição

O senador Deca (PSDB-PB) disse nesta quinta-feira que retomará a cobrança pela conclusão das obras de transposição nos próximos dias em Brasília. Ele externou grande preocupação ao ler matéria publicada no jornal “O Estado de São Paulo”, quando o ministro diz não descartar um colapso na região metropolitana de Campina Grande, a partir de abril e que o nordeste pode ter a maior seca em 100 anos.

Segundo o senador paraibano, o momento é de ampliar a força de trabalho na transposição com a implantação de mais um turno de obras, “é necessário um esforço de guerra. É preciso entender que vivemos tempos iguais a uma guerra contra a falta de água e nestes momentos, o governo precisa agir com determinação para concluir as obras e firmeza para ultrapassar os obstáculos”, disse.

Deca lembrou que o que vale para o Eixo Leste, cuja entrada da água se dará por Monteiro, vale também para o Eixo Norte que beneficiará inicialmente a região de Cajazeiras e o Vale do Piancó e cujas obras estão paralisadas após a desistência da empresa Mendes Junior, que estava responsável pela obra.

O senador Deca deixou bem claro que a população não está neste momento a procura  de culpados pela obra da transposição não ter sido concluída desde 2006, prazo inicial dado pelo governo federal, “cabe ao judiciário apontar e punir os responsáveis por desvios de recursos públicos que encareceram e atrasaram as obras e cabe ao Governo Federal a execução da transposição de forma a resolver a questão do abastecimento humano para mais de 12 milhões de nordestinos”, afirmou o senador.

 

MaisPB