Curso de Comunicação em Mídias Digitais recebe nota máxima do MEC

Curso de Comunicação em Mídias Digitais recebe nota máxima do MEC

O Curso de Comunicação em Mídias Digitais recebeu nota máxima (cinco) por parte da equipe de avaliadores do Ministério da Educação. Único no campo da comunicação da UFPB a receber o máximo na pontuação, possui apenas cinco anos (incompletos). De acordo com os avaliadores, em todas as dimensões (Projeto Curricular, Corpo Docente e Infraestrutura) utilizadas como parâmetro para o estabelecimento da avaliação, Mídias Digitais recebeu as maiores pontuações possíveis.

Já na dimensão que trata do Projeto Pedagógico Curricular (PPC), o curso de Mídias Digitais “contempla, de maneira suficiente, as demandas efetivas de natureza econômica e social e as políticas institucionais de ensino, de extensão e de pesquisa constantes no PDI estão implantadas de maneira excelente no curso”, aponta o relatório da equipe de avaliadores do MEC. Ainda de acordo com o relatório “o perfil profissional expressa de maneira excelente as competências do egresso. A visão do campo possível de atuação do egresso do curso de Comunicação em Mídias Digitais é clara, completa e muito detalhada.”

Os avaliadores do MEC também teceram abordagens a respeito do corpo docente do Curso de Mídias Digitais e consideraram que o percentual de doutores do curso é contemplado de forma a atender aos finos requisitos da avaliação: “50% do corpo docente obteve titulação de Doutor(a). O regime de trabalho de todos os docentes do curso é de tempo integral e dedicação exclusiva, o que faz este item ser contemplado de forma excelente”, aponta.

O requisito que envolve a infraestrutura do curso de Mídias Digitais obteve atenção especial por parte da equipe de avaliadores. Os apontamentos do relatório produzido após visita in loco dão conta de que “os laboratórios e outros meios implantados de acesso à informática para o curso atendem de maneira excelente a demanda, considerando a quantidade de equipamentos relativa ao número total de usuários, velocidade de acesso à internet, política de atualização de equipamentos e softwares e adequação do espaço físico.”

 

 

 


Assessoria