Cunha apaga mensagens favoráveis a Dilma Rousseff de sua conta no Twitter

Cunha apaga mensagens favoráveis a Dilma Rousseff de sua conta no Twitter

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), usuário bastante ativo no Twitter, costuma seguir a cartilha de políticos do mundo inteiro, que recorrem ao microblog para mandar recados e deixar claro aos seguidores seus posicionamentos não apenas em política, mas sobre assuntos diversos. Entretanto, algumas mensagens polêmicas foram apagadas do perfil do deputado peemedebista.

Segundo a Folha de São Paulo, as postagens deletadas foram levantadas pelo jornal com a utilização de ferramentas de monitoramento das redes sociais, que fazem a captura e guardam as mensagens, permitindo acesso mesmo aos textos já apagados. O instrumento, contudo, não permite saber quando as mensagens foram retiradas.

Sujeito às mudanças da temperatura política do momento, o deputado, que criou sua conta no serviço em 2010, mudou seu posicionamento algumas vezes de lá para cá. Quando a presidente Dilma Rousseff se elegeu, ele era um defensor da petista.

De acordo com a Folha, logo após a vitória de Dilma Rousseff nas eleições de 2010, Cunha escreveu no microblog: "Dilma mereceu essa grande vitória. Estaremos juntos com ela para o Brasil seguir mudando". Dias antes da primeira posse da atual presidente, novos elogios: "A maioria do povo brasileiro entendeu bem o raciocínio da Dilma e a elegeu. Entendeu também o quanto ruim foi o governo de FHC (Fernando Henrique Cardoso)."

Atualmente, Cunha se diz rompido com o governo federal, com quem, apesar de tudo, continua a fazer acordos velados para se manter no cargo. O congressista é alvo de um processo de cassação no Conselho de Ética.

 

 

180 Graus