Culto evangélico marca último adeus do advogado, Pedro Lacerda, em Conceição

Culto evangélico marca último adeus do advogado, Pedro Lacerda, em Conceição

“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”. Com esse versículo do apóstolo Paulo, o culto evangélico da igreja Assembleia de Deus, da qual fazia parte o advogado, Pedro Furtado de Lacerda, mais conhecido como ‘Dr. Pedrinho’, que faleceu na madruga da última quarta-feira(16), vítima de infarto, foi conduzido.

O culto foi realizado, momentos antes do enterro do advogado e celebrou o último adeus dele, que era evangelista da igreja Assembleia de Deus.

Uma mistura de sentimento de dor, confortada pela a alegria da certeza de que o advogado estará no Reino dos Céus, frisada por mais de uma vez, por pastores e um irmão dele, em face do que Dr. Pedrinho representou de bondade e verdadeiro filho de Deus na terra. Paulo Furtado de Lacerda, irmão do advogado falecido, ao usar da palavra, durante a celebração do culto, frisou que sua tristeza era confortada pela a alegria de saber que seu irmão foi um homem de bem e muito fez na terra como cristão, o que lhe dá a certeza de que ele terá uma vida eterna, ao lado do Ser Celestial.

As mesmas palavras foram usadas pelo Pastor Alexandre Duarte, representante da Igreja Assembleia de Deus na cidade de Sousa. Usando os versículos bíblicos 7º e 8º do Apóstolo Paulo, o pastor buscou levar o conforto para todos os familiares do advogado e invocou a todos a se voltarem para os ensinamentos bíblicos.

Várias autoridades se fizeram presentes no culto e prestaram suas últimas homenagens ao advogado, Dr Pedrinho. Entre elas, o juiz da Comarca local, Antonio Eugênio, o advogado Amâncio Faustino, vereadores, diretores de escolas, familiares e amigos, entre outras pessoas.

Com a voz embaraçada, diante da tristeza do momento, o pastor Vargas, da igreja Assembleia de Deus local, usou o Salmo bíblico 110, versículo 7º, para confortar a família: “Pelo caminho, dessedentar-se-á no ribeiro e prosseguirá de cabeça erguida”. Para o pastor Vargas, a prioridade precisa ser a alma. Satisfazer a sua necessidade de descanso, refrigério, e da água (água da vida – Salvação), que só se encontra no caminho – Jesus. “Quando faltar o alento do pai, quando faltar o abraço do pai, quando vocês procurarem o conselho do pai e não encontrar porque ele não estará mais aqui, desçam ao ribeiro, tomem água, matem a suas sedes e sigam de cabeça erguida”, conclamou o pastor, que concluiu levantando a Bíblia Sagrada: “Eis aqui o ribeiro”.

Por preferência da família, o cortejo seguiu sem cânticos. O advogado foi sepultado, debaixo de muito choro e muita comoção, no cemitério local. 
 

 

 

 

 

 

Fonte: Por Gilberto Angelo e http://www.valedopianconoticias.com.br/