Cuca topa adiar Europa e acordo com Palmeiras fica próximo

Cuca topa adiar Europa e acordo com Palmeiras fica próximo

Com planos de viajar para estudar, Cuca topa adiar a Europa para fechar com Palmeiras. O técnico, que está no mercado desde a sua saída do Shandong Luneng, da China, no fim de 2015, rejeitou consultas recentes de Fluminense e Atlético-PR e conversa com a diretoria alviverde para substituir Marcelo Oliveira, demitido após a derrota para o Nacional-URU, na última quarta-feira, pela Libertadores.

Existe o otimismo de ambas as partes por um acordo.

Antes mesmo de decidir pela troca de comando, o Palmeiras já havia consultado Cuca sobre o seu interesse. O clube não confirma a procura.

O 'namoro' entre os dois não é novo e esteve no centro de discussão, na Academia do Futebol, por diversas vezes ao longo do último semestre. A princípio, havia um pouco de resistência do diretor de futebol Alexandre Mattos, mas ele foi convencido internamente pelo nome do técnico.

O executivo mantém relação próxima com o empresário do treinador, Eduardo Uram.

Ele escutou do próprio Uram que a viagem que o agente havia preparado para Cuca pelo Velho Continente não seria empecilho para um acerto e que a blindagem feita pelo Palmeiras em torno de seu vestiário agrada a seu cliente.

Somente uma divergência financeira separaria o comandante de 52 anos de desembarcar no Palestra Itália. Em seu retorno ao futebol brasileiro, ele 'assustou' os interessados com a sua pedida inicial, mas concordou em reduzi-las nas conversas que manteve com outros times nas últimas semanas.

Conforme mostrado pela reportagem do ESPN.com.br na época, Cuca pretendia descansar em 2015 em virtude de problemas familiares e voltou atrás em sua decisão inicial após resolver a sua situação em casa.

A expectativa é de ter o campeão da Libertadores de 2013 pelo Atlético-MG fechado até o fim da semana.

O interino Alberto Valentim deve comandar a equipe no clássico com o São Paulo, no domingo.

 

 

 

 

MSN