CRM-PB descarta erro médico em morte de menina no hospital do Valentina

CRM-PB descarta erro médico em morte de menina no hospital do Valentina

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) divulgou, nesta quinta-feira (17), resultado de sindicância que apurava suposto erro médico na morte de uma menina de 11 anos, ocorrida no início do mês passado, no Hospital Municipal do Valentina, em João Pessoa (PB).

A garota morreu após dá entrada no hospital com uma crise de asma e ser submetida a uma nebulização com uma substância que lhe causou uma reação alérgica. A família acusa a médica do hospital de ter cometido erro, pois ela teria aplicado um medicamento que a menina tinha alergia, embora tivesse sido avisada pela mãe da criança.

No entanto, em nota de esclarecimento sobre o episódio, divulgada hoje em jornal de grande iirculação na Paraíba, o CRM afirma que após a sindicância foi constatado que não houve “quaisquer indícios de erro médico, seja por imperícia, imprudência ou negligência, vez que a medicação usada é altamente utilizada para o tratamento da doença da qual a criança foi acometida".

Cristiano Teixeira - MaisPB