Criminosos fizeram ‘tribunal’ para decidir se matavam vítimas de assalto

Criminosos fizeram ‘tribunal’ para decidir se matavam vítimas de assalto

Um dos seguranças que esteve envolvido em um roubo de carga de um caminhão da empresa Fedex, na Pavuna, Zona Norte do Rio, na manhã deste sábado (24) contou ao RJTV os momentos de terror que passou junto com um colega.

Após o roubo da carga de eletrônicos, três pessoas foram feitas reféns e levadas para o interior do Morro da Pedreira. A carga, que tinha sido avaliada anteriormente em R$ 500 mil, foi reavaliada pela polícia no valor de R$ 2 milhões. De acordo com o segurança, os criminosos fizeram um “tribunal” para decidir se iam matar as vítimas.

“Houve até um julgamento entre eles para decidir se ia matar eu e meu parceiro, né? Houve um ‘tribunal’, mas graças a Deus não aconteceu nada com a gente, a gente foi liberado. Um estava muito alterado, queria porque queria matar a gente. Aí nessa hora eles abriram o porta-malas, apontaram o fuzil na minha cara e outro fuzil na cara do meu parceiro, queria porque queria matar a gente”, contou o segurança.

“Aí o outro[criminoso] se intrometeu na situação, falou assim ‘não há necessidade de matar eles porque eles não reagiram’. Aí o outro respondeu ‘não, temos que matar sim. Vamos matar e zera, zera a situação’. Não sei o que aconteceu no momento, o que fez esse rapaz mudar o pensamento dele. Deus, né, para livrar. Porque eu poderia morrer na mão dos bandidos ou no confronto entre eles e a polícia, então Deus me livrou dessas duas situações”, completou.

Por volta das 12h, equipes do 41º BPM (Irajá) faziam buscas pelos criminosos na comunidade para prender os suspeitos e tentar recuperar a carga. A Polícia Militar informou que, após ser acionada, conseguiu recuperar o caminhão que tinha sido roubado pelos criminosos.

Abordagem sem tiros
Uma carga de produtos eletrônicos foi roubada neste sábado (24) na Rua Mercúrio, na Pavuna, Zona Norte do Rio. Criminosos armados, que estavam em dois carros, abordaram o caminhão da Fedex e renderam o motorista, um ajudante e quatro seguranças que faziam a escolta.

De acordo com a Polícia Militar, a carga roubada foi levada para o Morro da Pedreira, em Costa Barros, também na Zona Norte. Os veículos dos criminosos estavam equipados com giroflex, equipamento de alerta similar ao da polícia.

De acordo com as testemunhas, oito criminosos participaram da ação. As armas dos vigilantes que faziam a escolta da carga também foram roubadas pelos assaltantes. Durante o episódio, não houve troca de tiros.

 

 

G1