CPI na AL investigará telefonia móvel na PB

CPI na AL investigará telefonia móvel na PB

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta quarta-feira (18), a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a qualidade dos serviços prestados pelas operadores de telefonia móvel no Estado.

Durante a sessão ordinária, o presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB), assinou o requerimento que autorizou a instalação da CPI, proposta pelo deputado João Gonçalves (PSDB) e subscrita por mais de 20 parlamentares.

Também foram votados quatro projetos de resolução, entre eles o que autoriza a filiação da Casa à União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE), e um projeto de lei ordinária.

De acordo com Adriano Galdino, a CPI da Telefonia tem função de fiscalização em respeito à população paraibana e aos serviços prestados a ela. “O objetivo é fiscalizar os serviços dessas empresas na Paraíba para melhorar o atendimento e o alcance de sinais em todo o Estado. As operadoras só se preocupam em investir nos grandes centros e temos muitas cidades paraibanas que estão ilhadas. As empresas têm obrigação de atender esses locais mesmo com mercado consumidor sendo menor e vamos lutar por isso”, afirmou o presidente da ALPB.

Para o deputado João Gonçalves, a falta de investimento e a defasagem tecnológica dos equipamentos são os fatores que geraram a propositura da CPI. “Temos áreas com cobertura, mas com sinal deficiente, além de quebra freqüente das ligações telefônicas, má prestação na transmissão de dados e, por último, a forma de cobrança dos cartões pré-pagos”, justificou.

 

 

 

MaisPB