CPI da Telefonia tem fortes indícios de sonegação e evasão fiscal, diz deputado

CPI da Telefonia tem fortes indícios de sonegação e evasão fiscal, diz deputado

O deputado Bosco Carneiro (PSL), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga danos aos consumidores por parte das operadoras de telefonia móvel, disse nesta quarta-feira (23) que a investigação da CPI encontrou indícios de sonegação e evasão fiscal.

 

"Estamos investigando se as recargas de planos pré-pagos estão sendo tributados, assim como se há recolhimento de impostos das ligações originadas de outros estados", disse.

 

O parlamentar ressalta ainda que está sendo apurada a numerosa quantidade de processos administrativos na Anatel contra as operadoras que poderiam resultar em multas, mas que prescrevem. “Os processos ficam parados na própria Anatel e prescrevem, muitos deles em três anos”, revelou.

 

Os trabalhos da CPI da Telefonia Móvel iniciaram no início do mês de abril e deve durar até o dia 20 de outubro, quando Bosco Carneiro deverá entregar o relatório final da Comissão.

 

Na última semana a Comissão ouviu representantes das empresas Oi, Vivo e Tim e esta semana foram ouvidos a Claro e uma representante da Anatel.

 

 

 

 

Assessoria