Coremas: População da Comunidade de Mãe D’água fica sem água para beber e resolve protestar

Coremas: População da Comunidade de Mãe D’água fica sem água para beber e resolve protestar
A informação revoltou a comunidade que resolveu protestar no final da tarde em cima da ponte da rodovia, e pedia explicação sobre o assunto, pelo fato da população ficar sem condição de ter acesso à água para o consumo humano.
 
Técnicos da ANA mandaram comunicar que haveria uma reunião nesta quarta-feira (06) com a comunidade para explicar a situação.
 
O local lacrado é justamente no ponto aonde é registrada a saída de água para o Projeto das Várzeas de Sousa. 
 
A Barragem da Mãe Dágua em Coremas tem capacidade máxima para 567.999.136 milhões de metros cúbicos. Atualmente, encontra-se apenas com 12% de sua totalidade, o que representa 71.978.639 milhões de metros cúbicos, conforme dados da AESA – Agência Executiva da Gestão das Águas no Estado da Paraíba.
 
Os Moradores comunicaram caso não haja senso da liberação da água para o consumo humano na comunidade, deverão fazer protesto, e até ameaçam de cortar o fornecimento de água para o projeto das várzeas de Sousa.
 
Informações que ANA estava acompanhada de técnicos do DNOCS, e da CAGEPA no momento do lacre.
 
 
 
Redação
@ReporterPB