Contrário ao “distritão”, deputado do PMDB sugere sistema proporcional sem coligações

Contrário ao “distritão”, deputado do PMDB sugere sistema proporcional sem coligações

A aprovação da emenda que estabelece o voto distrital nas eleições de 2018 e 2020 pela comissão da Câmara Federal que discute mudanças no sistema eleitoral deixou insatisfeitos muitos políticos nesta quinta-feira (10). Durante o pequeno expediente da Assembleia Legislativa da Paraíba nesta manhã, os pronunciamentos dos parlamentares foi majoritariamente contrário ao “distritão”.

O deputado estadual Raniery Paulino (PDMB) afirmou ser contra o voto distrital e sugere como opção o sistema de voto proporcional e sem a formação de coligações. De acordo com ele, o assunto do “distritão” não é pacificado nem sequer dentro do partido do presidente Michel Temer, o PMDB. Segundo Raniery, uma grande ala, segue o pensamento de que o ideal seria a permanência do sistema proporcional sem coligações.

“Com o ‘distritão’ eu seria até beneficiado, mas particularmente eu discordo do ‘distritão’”, destacou o deputado Raniery Paulino em entrevista ao ClickPB. Ele ainda afirmou que “o que eu defendo é o sistema proporcional sem coligação”, com cada partido se organizando internamente de forma individual para lançar seus candidatos.

Raniery acredita que o sistema proporcional de voto sem coligações garante uma aproximação maior da sociedade. O ‘distritão’ talvez tenha uma distância maior da sociedade”.

Para impedir a aprovação do voto distrital, Raniery acredita ser necessária a pressão dos partidos de oposição, que já se mostraram contrários à proposta. “Tem que ver o comportamento dos partidos menores”, adiantou o deputado paraibano Raniery Paulino.