Conflitos agrários na Paraíba aumentaram 285%

Conflitos agrários na Paraíba aumentaram 285%

Os conflitos agrários na Paraíba teve um aumento de 285% em 2015 em relação ao ano anterior. Em 2014, a Paraíba registrou 54 ações de violência, contra 209 investidas contra camponeses no ano passado

Os números foram apresentados pelo deputado estadual Frei Anastácio (PT), com base no livro ‘Conflitos no Campo Brasil 2015’. O livro é uma publicação anual da Comissão Pastoral da Terra nacional (CPT) e retrata toda problemática envolvendo o campo.

O petista acusa a bancada ruralista no Congresso pelo aumento na violência no campo. Aqui na Paraíba, de acordo com o parlamentar, o principal foco de violência no campo está na Região do Agreste, especialmente em Mogeiro e São José dos Ramos.

 “Este ano, já houve até assassinato. A vítima foi o presidente do PT de Mogeiro e assentado da reforma agrária, Ivanildo Francisco da Silva, de 46 anos, morto a bala, na noite de quarta-feira, 6 de abril”, disse o deputado.

Em 2015, de acordo com dados do livro ‘Conflitos no Campo Brasil 2015’ foram observados 14 conflitos por terra e três ocupações de fazendas. Nesses conflitos, foram registrados 17 casos de violência contra trabalhadores e nove ameaças de morte. Não houve morte no ano passado. A Paraíba também registrou 100 despejos, com 50 roçados de plantações destruídos.

 

 

 

Click PB