Concurso INSS: última semana de inscrição para 950 vagas

Concurso INSS: última semana de inscrição para 950 vagas
O prazo de inscrição para o concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) chegou à reta final. Quem pretende concorrer a uma das 950 vagas mas ainda não garantiu participação no certame deve se candidatar até as 23h59 do dia 22 de fevereiro. O pagamento da taxa de inscrição poderá ser realizado até 18 de março.
 
Do total de oportunidades, 800 são para o cargo de técnico do seguro social, que exige ensino médio completo. As demais 150 ofertas destinam-se à função de analista, que admite profissionais com nível superior em serviço social e registro no conselho de classe.
 
As remunerações vigentes correspondem a R$ 5.344,87 para técnico do INSS e a R$ 7.954,09 para analista do INSS. Nesses valores já está incluso o novo auxílio-alimentação de R$ 458.
 
Os salários do técnico compreendem R$ 639,18 de vencimento básico (VB), R$ 1.022,69 de Gratificação de Atividade Executiva (GAE) e R$ 3.225 de Gratificação de Desempenho de Atividades do Seguro Social (GDASS) de 100 pontos. Já as remunerações do analista constituem-se da seguinte maneira: R$ 890,42 de VB, R$ 1.424,67 de GAE e R$ 5.181 de GDASS.
 
 

Aumento salarial em 2016

 
Em 2016, as remunerações e os benefícios concedidos pelo INSS terão um aumento, que foi estabelecido por meio de um acordo feito entre a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Ministério do Planejamento.
 
Com relação aos benefícios, o auxílio-alimentação passou de R$ 373 para R$ 458, enquanto o valor per capita médio de assistência à saúde foi de R$ 117,78 para R$ 145 e o auxílio-creche subiu de R$ 73 para R$ 321. Já o VB e o GAE terão um aumento de 5,5%, enquanto o aumento do GDASS ainda não foi divulgado. Com o acréscimo dos 5,5%, as remunerações, incluindo o novo vale-alimentação e o GDASS de 100%, chegarão a R$ 5.436,27 para técnico e a R$ 8.081,42 para analista. Vale lembrar que tais valores não incluem o reajuste no GDASS, pois a porcentagem não foi revelada.
 
O aumento dos benefícios agora no mês de janeiro de 2016, enquanto as remunerações sofrerão reajuste só em agosto, conforme definido no acordo entre o MPOG e os sindicatos.
 

Confira a distribuição das vagas do concurso INSS 2016

 
Para técnico as oportunidades serão lotadas da seguinte maneira: São Paulo (113), Acre (5), Alagoas (14), Amapá (5), Amazonas (34), Bahia (76), Ceará (22), Distrito Federal (10), Espírito Santo (4), Goiás (40), Maranhão (33), Mato Grosso (26), Mato Grosso do Sul (12), Minas Gerais (82), Pará (84), Paraíba (4), Paraná (37), Pernambuco (35), Piauí (2), Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul (49), Rondônia (22), Roraima (3), Santa Catarina (32), Sergipe (7) e Tocantins (12).
 
A função de analista terá chances nos Estados de São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amapá (3), Amazonas (3), Bahia (22), Ceará (7), Goiás (4), Maranhão (4), Mato Grosso (6), Mato Grosso do Sul (7), Minas Gerais (15), Paraíba (4), Rio Grande do Sul (12), Pará (6), Paraná (3), Pernambuco (3), Piauí (1), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (5), além do Distrito Federal (1).
 

Como se inscrever no concurso INSS 2016

 
O processo seletivo está sendo organizado e promovido pelo Cespe/UnB e a ficha de inscrição para o concurso deve ser preenchida no site da organizadora (www.cespe.unb.br). São cobradas taxas de R$ 65 para técnico do seguro social e R$ 80 para analista do seguro social.
 
A isenção do pagamento da taxa poderá ser pleiteada por membros de famílias de baixa renda inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O pedido poderá ser registrado no mesmo prazo e site de inscrições.
 
 

Problemas na inscrição para o concurso

 
A sobrecarga de interessados em participar do concurso do INSS 2016 parece estar trazendo dificuldades inclusive para a organizadora do processo seletivo. O JC recebeu, nos últimos dias, diversos relatos de candidatos que não conseguem concluir a inscrição para o concurso no site do Cespe/UnB, devido a problemas técnicos.

As queixas são as mais variadas e vão da impossibilidade para gerar o boleto da taxa até a dificuldade para confirmar o pagamento. "No meu caso, logo no início de janeiro, época da abertura das inscrições, o sistema dizia que minha senha estava expirada e que um e-mail de atualização da senha seria enviado, mas não foi. Telefonei duas vezes para o Cespe e a atendente disse que já estava mandando um e-mail para regularização de senha, só que esse e-mail também não chega", conta Adriana Holanda.
 
No site Reclame Aqui, onde consumidores manifestam eventuais insatisfações com marcas e empresas, já é possível encontrar, até o momento, 55 registros contra o Cespe/UnB, envolvendo o concurso do INSS.
 

Concorrência do concurso INSS 2016

 
Em reunião realizada na tarde do dia 27 de janeiro, junto a representantes da Fenasps (Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social), a presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, Elisete Belchior, afirmou que o concurso do INSS registrou, até o momento do encontro, mais de 1 milhão de inscrições. A expectativa é que este número ainda aumente consideravelmente, já que faltam cerca de 20 dias para o término do período para se candidatar. 
 
Se o prazo terminasse na ocasião da reunião, por exemplo, a concorrência seria de aproximadamente 1.052 candidatos por vaga, já que o objetivo do INSS é preencher 950 postos imediatos, embora tradicionalmente o instituto costume convocar um número de aprovados excedente ao quantitativo de vagas oferecido em suas seleções. Os cargos envolvidos no atual concurso são os de técnico e analista do seguro social, que exigem níveis médio e superior, respectivamente.
 

O processo seletivo do INSS

 
concurso INSS 2016 será realizado por meio de provas objetivas, marcadas para o dia 15 de maio, em horários e locais que serão divulgados, oportunamente, pela comissão de organizadores da seleção. As avaliações terão duração de 3h30min e ocorrerão no turno da manhã para analista e da tarde para técnico.
 
 
Para técnico, os exames serão compostos por 50 questões de conhecimentos básicos (ética no serviço público, regime jurídico único, noções de direito constitucional, noções de direito administrativo, língua portuguesa, raciocínio lógico e noções de informática) e 70 de conhecimentos específicos (seguridade social).
 
Candidatos a analista serão submetidos a 120 perguntas de língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, direito constitucional, direito administrativo, legislação previdenciária, legislação da assistência social e conhecimentos específicos.
 

Retificação no conteúdo programático


INSS divulgou a retificação do item 3 da disciplina de Noções de Informática constante dos subitens 14.2.1.1 e 14.2.1.3. De acordo com o documento publicado, a versão do LibreOffice cobrada será a 4.
 

Atribuições dos cargos

 
Quanto às atividades, o técnico do seguro social é responsável por proceder ao reconhecimento inicial, manutenção, recurso e revisão de direitos aos benefícios administrados pelo INSS; exercer atividades internas e externas ligadas ao suporte e apoio técnico especializado; executar as atividades de orientação e informação, de acordo com as diretrizes estabelecidas nos atos específicos e outras relacionadas aos fins institucionais do INSS, que venham ser determinadas pela autoridade superior.
 
Já o analista do seguro social é responsável por prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de serviço social e reabilitação profissional; realizar avaliação social quanto ao acesso aos direitos previdenciários e assistenciais; promover estudos socioeconômicos visando a emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários, bem como a decisão médico-pericial; e executar de conformidade com a sua área de formação as demais atividades de competência do INSS.
 

Contratações em 2016

 
Antes mesmo da publicação do edital, o diretor de Gestão de Pessoas do INSS, José Nunes Filho, já havia compartilhado o interesse do instituto é contratar os aprovados no concurso até o segundo semestre de 2016.
 
"A nossa expectativa é de realização do concurso no primeiro semestre e ainda no primeiro semestre ou, no máximo, no início do segundo semestre de 2016 a gente já possa fazer a contratação, a nomeação dos novos servidores", disse José Nunes Filho, na ocasião, em entrevista à Anasps (Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social).
 

Aprovado no INSS dá dicas para futuros candidatos

 
“Para se preparar bem para o concurso do INSS é essencial saber que o processo seletivo tem uma forma mais amigável que a de outras seleções ligadas à área fiscal: não cobra prova discursiva, resumindo-se a uma prova objetiva com 120 questões de múltipla escolha. O cansaço físico e a necessidade de preparação específica (como, por exemplo, a que é feita para avaliações discursivas) são menos intensos, deixando o concurso mais palpável para os candidatos, principalmente para aqueles que se prepararam e cobriram todo o edital.
 
Nas 120 questões dentro dessa parte geral se encontram matérias que serão úteis não só para esta prova, mas para a grande maioria dos concursos públicos existentes, tais como língua portuguesa, ética no serviço público, noções de informática, noções de administração, noções de direito administrativo e noções de direito constitucional. 
 
 
Em sua preparação para o concurso INSS 2015/2016, busque materiais atualizados e que explorem bem o conteúdo. Forme uma boa base em direito constitucional e administrativo, acompanhada de um estudo regular de língua portuguesa. Não negligencie as matérias de informática e administração, muito embora conhecimentos prévios de ambas podem ser bastante úteis para diminuir a intensidade no estudo destas e focar nas anteriores. Ética no serviço público é uma disciplina cujo estudo não é tão extenso e, se bem trabalhada, pode garantir um ótimo aproveitamento.
 
Por experiência pessoal, posso afirmar que é um concurso altamente recomendável para os que desejam ingressar na administração pública em um cargo efetivo, regido pelo Estatuto (Lei 8.112/90), trabalhando em uma autarquia de vital importância e desenvolvendo um trabalho ligado à sua área de formação. A lista de matérias cobradas tem um tamanho razoável, que demanda uma preparação a médio prazo e que se antecipe ao edital, porém, a realização do concurso em uma única fase objetiva e a abertura de um número bastante razoável de vagas fazem de tal certame uma grande oportunidade para você que deseja se tornar servidor público!"
 
Kaique Knothe de Andrade, aluno da Central de Concursos aprovado no último concurso do INSS