Conceiçãoense é preso suspeito de matar pai e filha dentro da casa da família em São Paulo

Conceiçãoense é preso suspeito de matar pai e filha dentro da casa da família em São Paulo

O Conceiçãoense José Lindomar dos Santos, 38 anos, foi preso, nesta quarta-feira(14), em São Paulo capital. Ele é suspeito de matar o aposentado Eliseu Pólo Paz e sua filha Carmem Lúcia Pólo Paz Pereira em São Caetano do Sul, região Metropolitana. O crime ocorreu no final de semana.  Lindomar, que é confeiteiro, foi detido após confessar o crime durante depoimento no 3º Distrito Policial (DP) da cidade.

 

De acordo com informações da Polícia, uma parente sentiu falta das vítimas e chamou a polícia. Os policiais encontraram os corpos amarrados com fios de celular e de varal dentro da residência da família.

O aposentado era dono de vários imóveis no ABC paulista e vivia da renda dos alugueis. Ele e a filha tinham o hábito de receber pessoalmente o dinheiro dos inquilinos.

 

O mistério acabou quando a polícia conseguiu as imagens, onde o conceiçãoense José Lindomar dos Santos aparecia entrando na casa da família na noite de crime e saindo às 5h da manhã do dia seguinte. Em seguida, ele ainda aparece fazendo saques com o cartão da filha do acusado. Segundo a polícia, ele era inquilino do aposentado e devia pelo menos 4 meses de aluguel atrasado.

 

De acordo com a investigação, o inquilino alegou que discutiu com os locadores porque devia o dinheiro do aluguel a eles. Em seguida, os agrediu e fugiu com a bolsa da mulher, levando cartões e celular. Ele usou os cartões após o assassinato.

Para a polícia José Lindomar dos Santos disse que estava com dificuldade financeira e sofria humilhações da filha do aposentado. “Eu me arrependi de ter matado seu Eliseu. Com ela não porque ela era ruim mesmo”, desabafou o conceiçãoense, que ficará preso á disposição da justiça.

Segundo o delegado José Ribamar Raposo, as vítimas sofreram com traumas e enforcamentos. "Ele bateu nas vítimas, torturou, enforcou, colocou um saco na cabeça do sr. Eliseu e ficou dentro da residência por um período de nove horas. A causa de morte nós não temos o laudo, mas temos traumatismo craniano, asfixia e enforcamento", disse.

 

 

 

 

 

Fonte: Redação do Portal Vale do Piancó Notícias