Conceição é a cidade mais violenta do Vale do Piancó, em 2013

Conceição é a cidade mais violenta do Vale do Piancó, em 2013

 

O site Folha do vali, em levantamento estatístico, enumerou todos os crimes ocorridos no Vale do Piancó, entre os anos de 2011 até 2013. Ao todo foram 63 pessoas assassinadas em toda a região. No levantamento, a cidade de Conceição aparece como a mais violenta do ano de 2013.

 

 

Sessenta e três pessoas foram assassinadas no Vale entre os anos de 2011 e 2013, conforme estatísticas da Folha. Somente no ano passado, foram 22 mortes registradas, coincidentemente o mesmo número de vítimas de 2012. Já em 2011 foram 19 homicídios, o menor entre os três anos.

 

Enquanto que o número de homicídios em 2013 se manteve uniforme em relação ao ano anterior, o de tentativas de homicídio aumentou 25,8%: foram 39 casos no ano passado contra 31 em 2012. Também foi registrada uma tentativa de duplo homicídio. A maior parte dos homicídios e tentativas de homicídio foi motivada por motivos fúteis. Foram constatados que mais de 88,5% das vítimas eram do sexo masculino, com idade predominante entre 21 e 40 anos. A arma de fogo e a faca foram os instrumentos mais utilizados contra a vida na região.

 

O município mais violento do ano passado foi Conceição, onde cinco pessoas foram mortas. O último crime de 2013 aconteceu no dia 16 de dezembro: o mototaxista local Jocélio Batista, de 38 anos, foi morto a tiros por dois homens por volta das 15h10, no centro da cidade. A vítima, que morava no bairro Nossa Senhora de Fátima, estava sentada em uma cadeira na calçada de uma rua, nas proximidades da Praça da Matriz, quando foi alvejada.


Itaporanga e Piancó empataram no número assassinatos e foram os outros dois que mais registraram mortes: foram quatro homicídios em cada um deles. Dois homicídios ainda foram registrados em Pedra Branca, Igaracy e Coremas; e uma morte em Diamante, Emas e Santana de Mangueira.

 

Corpos encontrados - Também foram encontrados, no ano passado, dois corpos masculinos com perfuração de balas nas cidades de Conceição e Santana de Mangueira, mas a polícia acredita que eles tenham sido mortos em estados vizinhos e sido jogados na região para dificultar a investigação. Caso as investigações apontem que os assassinatos ocorreram no Vale, o número de homicídios em 2013 passará para 24 mortes.

 

Tentativas de homicídio - Em relação às tentativas de homicídio, o maior número de ocorrências foi em Itaporanga, quando sete pessoas tiveram seu sangue derramado, mas conseguiram sobreviver. A mesma sorte não teve o agricultor itaporanguense Adailton Mariano da Silva, de 28 anos, que foi assassinado no último dia de 2013 dentro de sua própria casa, localizada no sítio Jardim de Cima. Ele balançava em uma rede com dois filhos pequenos na sala de sua residência quando sofreu um tiro de espingarda na cabeça e morreu na hora.

 

Impunidade - Mais de 90% dos assassinatos e tentativas de homicídio cometidos na região continuam impunes: falta de esclarecimento dos casos ou fuga dos criminosos, o que aumenta ainda mais a dor das famílias que perderam seu ente querido e de quem sobreviveu que carregará para sempre as marcas físicas e emocionais da violência. Imagem (www.folhadovali.com.br): gráfico mostra evolução do número de homicídio nos últimos três anos.

 

 

Fonte: Vale News PB com Folha do Vale