Começa seleção para uma das 4 novas empresas que oferecem 585 vagas na PB

Começa seleção para uma das 4 novas empresas que oferecem 585 vagas na PB

Uma das quatro novas empresas que assinaram protocolo de intenções com o governo paraibano no Palácio da Redenção na manhã desta segunda-feira (19), a LM-Came já está recebendo currículos dos interessados nas 80 vagas que serão oferecidas na Paraíba.

De acordo com Davide Dell´Acqua, sócio-diretor da empresa, os trabalhadores selecionados farão serviços de soldadores e ajudantes de produção. Ele informou, ainda, que os interessados em trabalhar na LM-Came já podem enviar currículo para o email da empresa que é o rg@lmcame.com.br ou através do Sine Paraíba.

Dell´Acqua informou, ainda, que não será necessário que os trabalhadores tenham formação porque uma equipe de Minas Gerais virá à Paraíba para fazer o treinamento desses novos trabalhadores. A previsão é de que a fábrica esteja instalada dentro de cerca de 90 dias. O investimento na Paraíba vai ficar em torno dos R$ 5,5 milhões.

A LM-Came junto com outras três empresas vão gerar 585 novos empregos diretos no estado, numa previsão de investimento na ordem de R$ 730 milhões.

De acordo com a presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Tatiana Domiciano, o prazo dado para que as empresas se instalem é de um ano e mais um ano para que elas entrem em operação.

Na opinião da presidente da Cinep, a instalação das novas empresas no estado representa o investimento no desenvolvimento regional, uma vez que a maioria delas será instalada no município de Caaporã, no Litoral Sul e consolida os esforços para gerar empregos no Estado.

Além da LM-Came, assinaram protocolo de intenções para se instalarem na Paraíba a indústria de cimento Votorantim, a indústria têxtil Moais e o Paulista Praia Hotel.

A Votorantim, que prevê uma produção anual na futura fábrica paraibana de 2 milhões de toneladas de cimento, investirá cerca de R$ 700 milhões no Estado. A perspectiva é de que sejam abertas 1.800 postos de trabalho durante a construção da fábrica. Quando esta estiver pronta, em 2017, irá gerar cerca de 200 empregos diretos e mil empregos indiretos.

A indústria têxtil Moais, que fabrica uniformes profissionais, acessórios militares, confecção de artigos de cama, mesa e banho, calçados, artigos esportivos, artigos de camping, artefatos e roupas de couro e equipamentos de proteção individual, prevê a abertura de 250 novos empregos num investimento de R$ 3 milhões.

A quarta empresa é a Paulista Praia Hotel, que faz parte do Grupo Pontes Hotéis e Resorts. Ela instalará um hotel voltado ao público de negócios, com investimento estimado em R$ 10 milhões e geração de 55 empregos diretos.

Das novas empresas a investir na Paraíba, somente a fábrica têxtil Moais será instalada em João Pessoa. As demais empresas serão implantadas no município de Caaporã, na Grande João Pessoa.