Com minoria no Senado, Dilma já retira objetos do Planalto

Com minoria no Senado, Dilma já retira objetos do Planalto

O presidente do Senado, Renan Calheiros, esteve no Palácio do Planalto para uma conversa com a presidente Dilma Rousseff.

O encontro já tinha sido marcado anteriormente, quando já estava prevista a reunião para instalação da Comissão Especial do Impeachment que vai decidir em no máximo 15 dias sobre o afastamento ou não da presidente por 180 dias.

Diante do cenário adverso para ela – na comissão do impeachment ela tem apenas cinco dos 21 votos –, a presidente vai se preparando para os dias seguintes: caixas com documentos e objetos estão sendo retirados dos gabinetes no Palácio do Planalto e transportados para o Palácio da Alvorada.

Segundo assessores, Dilma pretende permanecer no Alvorada durante o período em que estiver afastada do governo. Ela continuará morando perto da residência oficial ocupada por Temer.

A previsão para a votação em plenário também não é otimista para a presidente. Segundo cálculos de aliados, ela deve ter apenas votos de senadores do PT, do PC do B, e de alguns senadores de partidos como PSB, PDT e PMDB, porém, com número insuficiente para evitar seu afastamento.

 

 

 

 

 

G1