Com Marta e companhia, 'FIFA 16' terá futebol feminino pela primeira vez

Com Marta e companhia, 'FIFA 16' terá futebol feminino pela primeira vez

Marta, Hope Solo, Nadine Angerer e muito mais: em "FIFA 16", pela primeira vez, haverá futebol feminino, um antigo pedido de parte dos fãs da série e que, no passado, foi até alvo de petições online para inclusão das mulheres no jogo. Serão 12 seleções, incluindo Estados Unidos, Alemanha e, claro, o Brasil.

De acordo com Nick Channon, produtor executivo do game, o futebol feminino é algo que a EA Sports queria implementar em "FIFA" há muito tempo: "Sempre dissemos a nós mesmos que colocaríamos as mulheres no game assim que pudéssemos representá-las da maneira correta", explicou em entrevista.

Foi um processo trabalhoso, que envolveu desde a coleta de dados e atributos de times e atletas até a captura de movimentos de quatro jogadoras norte-americanas, passando pelo desenvolvimento de novas animações. "Os movimentos de homens e mulheres no futebol são parecidos, mas há diferenças sutis nos ciclos de caminhada e corrida", explica Channon.

Durante o evento pré-E3 da Electronic Arts, nos Estados Unidos, oUOL Jogos experimentou algumas partidas do futebol feminino, entre Estados Unidos e Alemanha - e, só pra constar, não é possível colocar homens e mulheres para jogarem entre si. “É uma questão de coerência com o futebol do mundo real”, diz a EA Sports.

Os rostos das atletas foi retratado de maneira fiel e quem acompanha a modalidade vai reconhecer facilmente as jogadoras mais famosas, inclusive nas comemorações características de algumas delas. De fato, as mudanças nas animações são sutis, talvez um pouco mais suaves quando comparadas ao futebol masculino.

Confira abaixo a lista completa de seleções femininas que estarão em "FIFA 16":

SELEÇÕES FEMININAS DE "FIFA 16"

Alemanha
Austrália
Brasil
Canadá
China
Espanha
Estados Unidos da América
França
Inglaterra
Itália
México
Suécia

A produtora disse que será possível jogar com as seleções femininas em modos tanto online quanto offline, mas não foi mais específica do que isso.

Mais informações sobre "FIFA 16" serão reveladas na conferência da Electronic Arts na E3, marcada para 15 de junho, véspera do início do principal evento de games do mundo.

Uol Marta, Hope Solo, Nadine Angerer e muito mais: em "FIFA 16", pela primeira vez, haverá futebol feminino, um antigo pedido de parte dos fãs da série e que, no passado, foi até alvo de petições online para inclusão das mulheres no jogo. Serão 12 seleções, incluindo Estados Unidos, Alemanha e, claro, o Brasil.

De acordo com Nick Channon, produtor executivo do game, o futebol feminino é algo que a EA Sports queria implementar em "FIFA" há muito tempo: "Sempre dissemos a nós mesmos que colocaríamos as mulheres no game assim que pudéssemos representá-las da maneira correta", explicou em entrevista.

Foi um processo trabalhoso, que envolveu desde a coleta de dados e atributos de times e atletas até a captura de movimentos de quatro jogadoras norte-americanas, passando pelo desenvolvimento de novas animações. "Os movimentos de homens e mulheres no futebol são parecidos, mas há diferenças sutis nos ciclos de caminhada e corrida", explica Channon.

Durante o evento pré-E3 da Electronic Arts, nos Estados Unidos, oUOL Jogos experimentou algumas partidas do futebol feminino, entre Estados Unidos e Alemanha - e, só pra constar, não é possível colocar homens e mulheres para jogarem entre si. “É uma questão de coerência com o futebol do mundo real”, diz a EA Sports.

Os rostos das atletas foi retratado de maneira fiel e quem acompanha a modalidade vai reconhecer facilmente as jogadoras mais famosas, inclusive nas comemorações características de algumas delas. De fato, as mudanças nas animações são sutis, talvez um pouco mais suaves quando comparadas ao futebol masculino.

Confira abaixo a lista completa de seleções femininas que estarão em "FIFA 16":

SELEÇÕES FEMININAS DE "FIFA 16"

Alemanha
Austrália
Brasil
Canadá
China
Espanha
Estados Unidos da América
França
Inglaterra
Itália
México
Suécia

A produtora disse que será possível jogar com as seleções femininas em modos tanto online quanto offline, mas não foi mais específica do que isso.

Mais informações sobre "FIFA 16" serão reveladas na conferência da Electronic Arts na E3, marcada para 15 de junho, véspera do início do principal evento de games do mundo.

 

 

 

Uol