Com gol de Hulk, Brasil vence a Costa Rita em amistoso antes de estrear nas eliminatórias

Com gol de Hulk, Brasil vence a Costa Rita em amistoso antes de estrear nas eliminatórias

Sem brilho, sem Neymar de titular e com pouquíssimo público, o Brasil venceu a Costa Rica na tarde deste sábado (5) em Nova Jersey, nos Estados Unidos, por 1 a 0. Com gol solitário e possível falta de Hulk, a seleção de Dunga mostrou um futebol de controle de posse de bola e muitas jogadas pelas laterais de campo, mas que nao empolgou, assim como havia sido na Copa América. A arbitragem ainda anulou um gol legal para cada lado. O banco de reservas, que tinha o craque do Barcelona e também Kaká, foi mais olhado do que o próprio jogo.

O time repetiu o que treinou durante a semana, abrindo bastante o jogo. Não à toa, os dois destaques individuais brasileiros foram Marcelo e Douglas Costa. Mesmo no banco, Neymar foi o centro das atenções e teve seu nome muito gritado. Dentro de campo, no entanto, ele foi discreto e arrancou menos gritos do quando esteve fora, sentado no banco ou aquecendo ao lado de Kaká, que foi ovacionado quando entrou no lugar de Hulk. Lucas Lima, estreante da tarde, também foi bem e serviu como distribuidor de bolas do meio para as laterais. 

Na defesa, desfalcada por Filipe Luís e Daniel Alves e sem Thiago Silva, a equipe mostrou segurança e quase não foi incomodada. A melhor defesa de Grohe aconteceu quando o lance já estava invalidado por impedimento. A seleção agora embarca para Boston, onde enfrenta os Estados Unidos, no dia 8.

BRASIL 1 x 0 COSTA RICA

Data: 05/09/2015 (sábado)
Local: Arena Red Bull, em Nova Jersey (Estados Unidos)
Árbitro: Mathieu Boudreau (Canadá)
Auxiliares: Joe Fletcher (Canadá) e Corey Rockwell (EUA)
Público: 19.600 presentes
Cartão amarelos: Elias (BRA)
Gols: Hulk, aos 9 minutos do primeiro tempo

Brasil
Marcelo Grohe; Danilo, David Luiz, Miranda e Marcelo; Fernandinho (Elias), Luiz Gustavo (Rafinha) e Lucas Lima (Philippe Coutinho); Willian (Lucas Moura), Douglas Costa (Neymar) e Hulk (Kaká)
Técnico: Dunga

Costa Rica
Pemberton; Gamboa (David Mirye), Acosta, Giancarlo González e Óscar Duarte; Matarrita, Tejeda (Guzmán), Celso Borges e Bryan Ruiz (Daniel Colindres); Johan Venegas e Marco Ureña (Joel Campbell)
Técnico: Oscar Ramírez

 

 

 

Uol