Com apenas sete dias de nascida, menina pode ter sido vítima de estupro

Com apenas sete dias de nascida, menina pode ter sido vítima de estupro
Uma menina que nasceu há uma semana, natural de Boa Ventura, filha de uma dona de casa e de um tecelão, foi atendida em um posto de saúde da cidade esta semana. A médica Rayane Torres que atendeu a criança, ao notar hematomas e um sangramento vaginal na garotinha, constatou que pudesse se tratar de violência sexual e recomendou que a polícia averiguasse o caso e encaminhasse a criança a exame sexológico.
 
O Conselho Tutelar e o destacamento da Polícia Militar foram acionados e a criança encaminhada junto com uma tia e o pai para a delegacia de Itaporanga. Segundo informações, a mãe da menina está cirurgiada e não pode acompanhar o procedimento policial.
 
O delegado regional Glêberson Fernandes encaminhou a menina para exame sexológico em Patos e aguarda o resultado, que deve sair em alguns dias. Em depoimento, o pai e a tia da criança disseram que, desde o nascimento, a criança apresenta uma secreção vaginal e chegou a ser levada a uma farmácia por falta de médico na cidade, mas, foram informados pela farmacêutica que aquilo era normal e, com o tempo, desapareceria.
 
Também disseram que a bebê não sofreu pancada e a tia informou ainda que, a criança não teve contato com gente de fora.
 
Ainda de acordo com os familiares, depois da secreção, veio o sangramento, e a tia da criança resolveu levá-la ao posto de saúde assim que soube que havia médico no local. Para o delegado, o sangramento pode ser proveniente de uma doença, mas, segundo ele, a médica agiu corretamente ao orientar que o caso fosse levado ao conhecimento da polícia. Ela e as enfermeiras do posto também prestaram depoimento.
 
Fonte: FolhadoVali