Com 80 anos, Maranhão diz que não tem vergonha de ser velho e insinua que Senado não é para neófitos

Com 80 anos, Maranhão diz que não tem vergonha de ser velho e insinua que Senado não é para neófitos

O senador e ex-governador José Maranhão (PMDB) defendeu sua candidatura apesar da idade. Segundo o peemedebista, a Casa Alta do Congresso brasileiro não é para neófitos e o fato dele ter participado do Senado o torna habilitado para ser eleito. O ex-governador ainda explicou que não tem vergonha de ser velho (ele tem 80 anos) e vê a idade como uma vantagem, não desvantagem.

“Jesus cristo no momento do sofrimento disse, perdoa porque eles não sabem o que dizem. Eles não sabem como é importante que alguém chegar ao Senado com idade. O Senado é a casa da igualdade federativa e do equilíbrio. Ali a representação é igual para todos os estados, lá. É importante que alguém não entre ali pensando que o Senado é uma escola. O Senado não dá esse tempo ao legislador... para ele querer chegar lá como escola”, defendeu.

Deixando claro que a idade não é um peso, Maranhão assevera: “Não tenho nenhuma vergonha de ser velho. Sou grato a Deus por me dar saúde nesta idade e tenho o amor a causa pública. Ninguém faz bem aquilo que não tem prazer e eu abracei a política por vocação, não foi por sobrevivência ou por necessidade de aparecer”, garante.

Maranhão ainda brincou: “Eu me sinto bem. Minha venta é muito grande, mas não é de cera”, disse para alfinetar logo em seguida, lembrando de sua história política. “Se quisesse teria feito como muitos outros companheiros meus da Paraíba e do Brasil, que mal tocou os clarins dos Quarteis, se apresentou como um novo golpista, eu continuei pregando a redemocratização do país, paguei um preço alto, fui cassado”, finalizou.

 


Paulo Dantas