Com 2,8 milhões de eleitores, Paraíba tem seis candidatos ao governo estadual

Com 2,8 milhões de eleitores, Paraíba tem seis candidatos ao governo estadual

Com 223 municípios e população de mais de 3,9 milhões habitantes, o estado da Paraíba é um dos mais importantes do Nordeste e berço de vários poetas e escritores como Ariano Suassuna, que morreu na última semana, Augusto dos Anjos, José Américo de Almeida, José Lins do Rego, Assis Chateaubriand – fundador dos Diários Associados – e o economista Celso Furtado, entre outros.

A economia paraibana tem como principais pilares os setores de comércio e serviços. A agricultura também tem papel importante e se baseia no cultivo da cana-de-açúcar, abacaxi entre outros produtos. Na pecuária, o destaque é a criação de caprinos. A indústria do estado está voltada, principalmente, para os setores de alimentação, têxtil, de couro e de calçados. O turismo também tem participação importante na economia paraibana, que tem o litoral entre os mais bonitos do Brasil, com praias tranquilas, de areia fina e coqueirais.

Com um eleitorado de 2,8 milhões, a Paraíba terá seis candidatos na disputa pelo governo do estado nas eleições de outubro. Entre os concorrentes, estão ex-governadores, senadores, o atual governador e candidatos que entraram na corrida pela primeira vez para ocupar o Palácio da Redenção, sede do governo estadual. O palácio foi construído em 1586 pelos jesuítas, primeiros missionários que chegaram à Paraíba..

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) é um dos candidatos ao governo estadual. Cássio é advogado, tem 51 anos, já governou a Paraíba por duas vezes, mas teve o último mandato cassado em 2009 pela Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico cometido nas eleições de 2006. Já foi deputado federal por dois mandatos e prefeito da sua cidade – Campina Grande – por três vezes. Ele tem como candidato a vice Ruy Carneiro. Cássio tem o apoio de uma aliança formada por 14 partidos.

O senador Vital do Rêgo disputa o governo estadual pela primeira vez, numa aliança formada pelo PMDB e PT. Vitalzinho, como é conhecido, é advogado e médico. Começou na política como vereador de sua cidade – Campina Grande – depois foi deputado estadual e federal. No Senado, presidiu a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira (que investigou as relações do bicheiro Carlos Cachoeira com políticos). Atualmente, Vital preside a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a CPMI da Petrobras, a CPI da Petrobras e é relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Ele tem como vice o empresário Roberto Paulino.

O atual governador Ricardo Coutinho (PSB), 53 anos, disputa a reeleição para mais quatro anos de mandato, por uma coligação formada por 10 partido. Ele tem como companheira de chapa a empresária de Campina Grande Lígia Feliciano. Ricardo Coutinho é farmacêutico de profissão e começou a carreira política no movimento estudantil. Foi vereador da capital paraibana João Pessoa por dois mandatos, deputado estadual por duas vezes e prefeito de João Pessoa também por duas vezes.

O servidor público estadual Antonio Radical disputa o governo da Paraíba pelo PSTU. Natural de João Pessoa, ele tem 47 anos, é formado em História e professor do ensino fundamental. Já disputou por duas vezes a prefeitura da capital, mas foi derrotado. Ele tem como candidata a vice-governadora a servidora pública federal Lena leite.

O PROS tem como candidato ao governo da Paraíba o deputado Major Fábio, 44 anos. Ele está em seu segundo mandato como deputado federal. O candidato a vice em sua chapa será o empresário Olavo Filho.

O PSOL lançou como candidato ao governo paraibano Tarcio Holanda Teixeira, que registrou sua candidatura com o nome de Tárcio. Ele tem 37 anos, é assistente social e presidiu o Conselho Regional de Serviço Social da Paraíba até abril deste ano. Ele tem como companheiro de chapa o servidor público estadual Marcos Dias.

 

Agência Brasil