Com 132 ocorrências, violência contra bancos na Paraíba atingiu o maior índice da história em 2015

Com 132 ocorrências, violência contra bancos na Paraíba atingiu o maior índice da história em 2015

Os bandidos iniciaram o ano de 2016 com o arrombamento de um caixa eletrônico do Banco do Brasil, na cidade de Guarabira, no Agreste Paraibano. Foi a continuidade da crescente onda de violência envolvendo instituições financeiras no Estado, que encerrou o ano de 2015 com 132 ocorrências; o maior índice de crimes envolvendo bancos na Paraíba.

Explosão foi a modalidade crime mais praticado e o Bradesco continua sendo o alvo preferido da bandidagem, que agiu sem piedade na Mesorregião da Mata Paraibana.

Para apresentar o detalhamento dessas investidas criminosas, o Sindicato dos Bancários da Paraíba convoca uma Coletiva de Imprensa para esta quarta-feira, 6 de janeiro, às 9h, na sede da Entidade.

Na ocasião, será servido um café da manhã para os presentes, no Espaço Cultural Marcos Lucena, do Sindicato dos Bancários, localizado à Av. Ministro José Américo de Almeida, 3.100, Tambauzinho, nesta Capital.

Favor confirmar presenças por esta mesma via ou pelos telefones: 3224-2054 (Secretaria Geral) e 99914-0266 (Rogério Lucena).

Marcos Henriques, presidente da Entidade classista, conta com a participação dos profissionais da área de comunicação, que sempre estão atentos às notícias relacionadas com a violência na área bancária.

“Ante os alarmantes números da violência envolvendo o segmento bancário, onde trabalham nossos representados, chamamos a sociedade para dialogar sobre o assunto, através dos profissionais da comunicação de massa, que cobrem diariamente essa desenfreada escalada de crimes que aterrorizam bancários, vigilantes, clientes, usuários e a população em geral. Até porque é a crônica policial que nos fornece os dados que sistematizamos e analisamos diariamente”, concluiu.

 

 

 

POaraíba.com.br