Cláudio Lima mobiliza Polícia para desvendar morte de radialista e lamenta: 'era cidadão de bem'

Cláudio Lima mobiliza Polícia para desvendar morte de radialista e lamenta: 'era cidadão de bem'

O secretário de Segurança da Paraíba, Cláudio Lima, se pronunciou a respeito da morte do radialista Ivanildo Viana, assassinato na sexta (27) na BR 230 e outros casos de violência contra a imprensa no Estado.

De acordo com Lima, a primeira obrigação é de instalar imediatamente o procedimento. Ele lamentou o ocorrido com o radialista, afirmando que foi um “fato muito triste” e declarou que a vítima era “um cidadão de bem” e a polícia não encontrou motivação para o crime.

O delegado designado para conduzir o inquérito foi Audroville Grisi, que também ficou a frente do inquérito da garota Fernanda Hellen.

Lima pediu que a população denuncie por meio do 197 para ajudar a esclarecer este crime. Ele afirmou que a polícia não pode revelar detalhes para não atrapalhar a investigação e revelou que a linha de investigação do crime ainda está sendo definida. “Posso garantir que Polícia Militar e Civil estão empenhadas no caso”, garante.

O secretário também afirmou que por enquanto existe apenas o trabalho intenso da polícia buscando todos os indícios para levar a boa investigação.

Ivanildo Viana foi assassinado na BR 230 com tiros nas costas no final da manhã da sexta (27) de fevereiro.

Outros casos registrados contra profissionais da imprensa, foram o incêndio criminoso de duas rádios comunitárias, uma em Soledade e outra em Alhandra, a agressão de um cinegrafista em João Pessoa por um policial e o caso do blogueiro de Conde que teve a casa atingida por tiros na madrugada desta segunda (2).
 
 
 
 

Marília Domingues