Citada em suposto mensalão, Laura Farias diz que denúncias são ‘forjadas’

Citada em suposto mensalão, Laura Farias diz que denúncias são ‘forjadas’

A superintendente da Companhia Docas da Paraíba, Laura Farias (foto), rebateu, nesta quinta-feira (25), denúncias que envolvem o seu nome em um suposto esquema de mensalão pago a secretários estaduais.

Em contato com o Portal MaisPB, Laura Farias classificou as denúncias como “forjadas” e disse que medidas judiciais já estão sendo tomadas contra os que estão envolvendo seu nome indevidamente no caso. "Isso é um factóide político, criado às vésperas da eleição", sustentou. 

Laura Farias ressaltou que o site que publicou primeiro as informações tem domínio internacional e isso demonstra que a denúncia não merece credibilidade.

“Um site que é fora do Brasil. Não é um site brasileiro. Eu prefiro não opinar. Ver logo que é forjada. Eu prefiro buscar a Justiça", afirmou.

Sobre as denúncias, o Fórum de Servidores Públicos Civis do Estado protocolaram na manhã de hoje, no Ministério Público Estadual (MPPB), pedido de investigação para apurar o suposto ‘mensalão’ pago a secretários do Governo do Estado

Segundo a denúncia, durante uma blitz de rotina, realizada no dia 30 de junho de 2011, a polícia interceptou um veículo transportando R$ 81 mil, sacado na Agência do Banco do Brasil de Benfica, em Recife (PE). Ao o lado da quantia, os policiais apreenderam um papel com a orientação para a distribuição do dinheiro, que supostamente seria entregue a Gilberto Carneiro, atual procurador geral do Estado; Livânia Farias, atual secretária de Administração; Coriolano Coutinho, irmão do governador Ricardo Coutinho; e Laura Farias, então da Sudema.


Roberto Targino - MaisPB