Cinco paraibanos do Vale do Piancó são libertados de regime de trabalho escravo no ES

Cinco paraibanos do Vale do Piancó são libertados de regime de trabalho escravo no ES
Na manhã do último dia 25 de outubro, policiais civis da Delegacia de Nova Venécia, Espírito Santo, prenderam um suspeito de mantercinco homens, oriundos das cidades de Olho d'Água e Piancó, no Estado da Paraíba, em regime de trabalho escravo. J. B. V., 23 anos, foi detido no Centro do município.
 
De acordo com o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Nova Venécia, delegado Jefferson Wagner, uma das vítimas foi agredida pelo suspeito e resolveu denunciar todo o esquema. "Eles relataram que adquiriram uma dívida inicial, em torno de R$ 10 mil, e trabalhavam sem direito trabalhista algum, não tinham onde dormir, onde fazer suas refeições e nem suas necessidades pessoais, além de apanharem com cabo da vassoura quando desagradavam o patrão", contou o delegado.
 
O responsável pela DP ainda explicou que as vítimas viajavam pelo interior do Brasil vendendo vassouras e espanadores, comprados diretamente com o suspeito. "O resultado das vendas era repassado ao patrão e descontada da dívida. Porém, para se manter nas viagens, eles faziam empréstimos com o suspeito, o que só aumentava a dívida, que era controlada exclusivamente pelo patrão em cadernos que as vítimas não tinham acesso", disse Jefferson Wagner.
 
J. B. V. prestou esclarecimentos na Delegacia e, em seguida, foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus. O delegado ainda conta que por ser um crime de esfera federal, a Vara Federal de São Mateus ficará responsável por julgar o suspeito, que será indiciado por lesão corporal leve e por redução à condição análoga à de escravo. Os nomes dos paraibanos não foram divulgados pela polícia civil.
 
Fonte: Ary Ramalho