Cientistas criam "teletransporte" com sistema de impressão 3D

Cientistas criam "teletransporte" com sistema de impressão 3D

Embora o teletransporte como conhecemos na ficção esteja longe de ser realidade, cientistas do Instituto Hasso Plattner, na Alemanha, desenvolveram um sistema que cria réplicas de objetos que podem estar em qualquer parte do planeta através da impressão 3D. O projeto foi apelidado de Scotty, numa referência a um dos principais personagens do seriado de ficção Star Trek.  

O sistema funciona assim: a primeira máquina corta o objeto a ser enviado, geralmente um molde feito em material flexível. Assim, o sistema consegue registrar a estrutura dos objetos em detalhes e enviar para uma segunda impressora 3D, que pode estar localizada em qualquer lugar que tenha acesso à internet, reconstruindo o objeto "enviado" em detalhes milimétricos.

O sistema é fácil de usar, basta colocar o objeto escolhido no compartimento de remessa, especificar a impressora 3D receptora e, em seguida, pressionar o botão de teletransporte- e é chamado assim pelos criadores porque o objeto original, invariavelmente, será destruído.

O projeto pode ser um trampolim para as empresas que almejam vender itens através de impressão 3D no futuro.    

 

 

 

 

Olhar Digital