Cientista político diz que não há favoritos para o 2° turno e aponta crescimento de RC e Aécio

Cientista político diz que não há favoritos para o 2° turno e aponta crescimento de RC e Aécio

O cientista político, José Henrique Artigas, comentou em entrevista ao Portal paraiba.com.br, que, assim como na Paraíba, a disputa do segundo turno nacional também será voto a voto. Ele também ressaltou que a terceira via, no caso o PMDB no Estado e o PSB nacional será decisiva nesta segunda etapa.


Artigas apontou também que ao contrário do cenário regional, nacionalmente quem tem mais chances de crescer é Aécio Neves (PSDB), enquanto na Paraíba é Ricardo Coutinho (PSB), já que Dilma Rousseff (PT) no país e Cássio Cunha Lima (PSDB) no Estado já começaram o primeiro turno com um grande leque de alianças, minimizando a possibilidade de conseguir outras ao longo do segundo turno.


“Aécio pode ter uma amplitude maior, principalmente com o apoio de Marina Silva (PSB). A diferença que Dilma teve no primeiro turno deve diminuir significativamente e começa os dois no segundo turno pau a pau”, diz.


Para Artigas, Dilma tentará reforçar o eleitorado no Nordeste, principalmente na Bahia e Ceará onde o PT teve bons resultados e Aécio no Centro Oeste e Sudeste onde ele ganhou com margem ampla. “Vai ser uma eleição disputadíssima no estado e no âmbito nacional. Não há favoritos em nenhuma das duas”, conclui.


 

Marília Domingues