Cida diz que Cartaxo não tem sensibilidade com o sofrimento do povo

Cida diz que Cartaxo não tem sensibilidade com o sofrimento do povo
A pré-candidata à Prefeitura de João Pessoa, Cida Ramos, em conversa com moradores e lideranças comunitárias de Mangabeira, afirmou que a capital paraibana conta hoje com uma administração municipal insensível, incapaz e ineficaz. Na avaliação da professora, faltam obras estruturantes e investimentos em políticas públicas básicas para a região.

"O que percebemos nas conversas com a população é que a administração municipal se tornou incapaz de ter sensibilidade ao sofrimento do povo. Transformaram o Orçamento Democrático em Orçamento Participativo, mas que onde passo é chamado de Orçamento Decorativo, porque não chega aos que precisam. Hoje as USFs, quando funcionam, fecham às 16h e não abrem nos fins de semana. Ou seja, as pessoas têm dias e horários para ficar doente, caso contrário encontrarão as USFs fechadas. O Trauminha hoje está precário. Não há equipamentos de cultura, nossas praças abandonadas e a política educacional se resumiu a pintar parede e colocar ar condicionado em escolas que muitas vezes nem têm infraestrutura elétrica para isso", destacou a professora.

Cida questionou aquilo que chamou de discrepância entre o alto volume do orçamento de João Pessoa em contraste ao baixo índice de investimentos públicos. "Como uma cidade com quase R$ 3 bilhões de orçamento não consegue criar um leito sequer no hospital? Como, com um orçamento desses, a gestão só consegue calçar 38 ruas? Como foram capazes de desmontar o Trauminha, hospital tão importante para a população não só de Mangabeira, mas de toda João Pessoa? A única grande obra da prefeitura, a reforma da Lagoa, foi realizada quase toda com recursos federais e já está se desmanchando nas primeiras chuvas que enfrenta. Hoje temos milhões de reais indo pelo ralo, indo embora com a chuva, enquanto milhares de pessoas precisam do básico".

Uma das principais lideranças comunitárias do bairro, o pré-candidato a vereador pelo Partido Verde (PV), Junior Soh, disse que Mangabeira sofre pelo desmonte das políticas públicas implementadas em gestões passadas. "Hoje muitas mães choram pelos destinos dos seus filhos, porque falta saúde, falta cultura, falta educação básica. Nasci e fui criado no Cidade Verde e vemos que o PSB, quando esteve na prefeitura, entregou mais que obras, entregou sonhos. Ricardo calçou ruas, criou praças, investiu em cultura. Hoje voltamos a andar na lama e só lama tivemos durante essa atual gestão. As ruas de João Pessoa estão alagando, inclusive em áreas que isso não acontecia. Isso é incompetência da atual gestão, que não tem consciência ecológica, nem ambiental, nem social", disse.

O Sargento Denis, presidente do PV, um dos 14 a apoiar a pré-candidatura de Cida Ramos, disse que a cidade precisa de um gestor que venha do povo e entenda de povo. "Tanto Cida como Junior entendem de gente. Sabem o que é depender de saúde pública, não ter ônibus de qualidade, sabem o que é ser desassistido pelo poder público porque vieram das bases. Ando com eles porque representam meu passado e meu futuro, porque é o projeto que pode transformar Mangabeira e João Pessoa. Nós viemos da base, do povo, sabemos quando um choro é de fome, sabemos o desespero de uma mãe jovem sem emprego. Aqui ninguém cheira perfume francês, a gente é povo. Por tudo isso nosso partido escolheu Cida", destacou.



 

Assessoria