Cícero se despede do Senado, cita Ronaldo Cunha Lima e fala em sacrifício pessoal e familiar

Cícero se despede do Senado, cita Ronaldo Cunha Lima e fala em sacrifício pessoal e familiar
O senador Cícero Lucena (PSDB) despediu-se na tarde desta quinta (18) do Congresso citando Ronaldo Cunha Lima e em falando em sacrifício pessoal e familiar na dedicação à vida pública. 

Lucena afirmou que passou oito anos obstinado na atividade parlamentar e que esta atividade cobra um preço "demasiadamente alto". Durante seu discurso, o senador afirmou que não foram poucas as horas roubadas à sua esposa Lauremília e aos seus filhos Janine, Mercino, Matheus e Luizinho e aos netos Laura, Davi, João e Pedro. "Não foram poucos os dias longe de minha casa. Não é pequena a renúncia à vida pessoal que nos impõe a dedicação à causa pública", conta.

O parlamentar renovou seu compromisso com a política, a Paraíba, os paraibanos e com o Brasil, sinalizando que não pretende se afastar da política como chegou a cogitar na eleição deste ano quando foi 'preterido' pelo partido.

Cícero fez um histórico de sua carreira política e reportou-se ao ex-governador Ronaldo Cunha Lima. Ele também fez um balanço de sua atuação pública como senador, afirmando que em oito anos foram 200 proposições, 498 relatorias, participação em 194 comissões ou subcomissões, 23 missões internacionais, dez missões nacionais e 293 discursos na tribuna do Senado.

 


Redação