Chuva de granizo causa estragos em dezenas de municípios do Paraná

Chuva de granizo causa estragos em dezenas de municípios do Paraná

A chuva de granizo que caiu na tarde desta segunda-feira (25) no Paraná deixou estragos, principalmente em municípios do noroeste e da região central do estado. As pedras de gelo chegaram a tamanhos semelhantes ao de uma laranja, conforme relato de moradores. Em geral, as tempestades duraram, em média, 20 minutos em cada ponto.

No noroeste do estado, há registros de granizo nas seguintes cidades: Paranavaí, Cianorte, Loanda, Planaltina do Paraná, Querência do Norte, Nova Aliança do Ivaí, São Carlos do Ivaí, Santa Cruz do Monte Castelo, Mariluz, Santa Isabel do Ivaí e Umuarama. No norte, também choveu pedra em Maringá, Londrina, Mandaguaçu, Itambé, entre outras cidades.

No município de Pinhão, na região central, pelo menos 100 casas ficaram danificadas depois da chuva de granizo que caiu em algumas regiões do Paraná na tarde desta segunda-feira. Segundo o Corpo de Bombeiros, as pedras de gelo ficaram acumuladas pelas ruas da localidade de Faxinal do Céu, a 30 km de Pinhão, e o tamanho das pedras chamou a atenção dos moradores.

cobriu a grama em Pinhão, na região central. (Foto: José Correia Filho/Arquivo pessoal)

Cerca de 80 casas ficaram destelhadas em Nova Aliança do Ivaí, próximo a Paranavaí. De acordo com levantamento do município, pelo menos 20 famílias estão desalojadas e foram levadas para o ginásio municipal. O toldo de um posto de atendimento montado na praça da igreja central também foi destruído pelas pedras.

Em Paranavaí, ao menos 50 casas foram atingidas. O Corpo de Bombeiros do município já começou, por volta das 20h desta segunda-feira, o trabalho nos locais atingidos. A corporação pede que, caso haja problema, as pessoas liguem para o o telefone (44) 3423-1269, para que os bombeiros levem lonas até o local e não haja desperdício.

A chuva causou estragos na casa da moradora de Itambé Ana Cláudia Oliveira Lima. Ela conta que as pedras, que preenchiam a palma de uma mão inteira, atingiram o carro dela. "Choveu bem forte. O estrago foi grande aqui na vizinhança. Quebrou telhas, faróis de carros, para-brisa. Foram quase 10 minutos, mas, em cidade pequena assim, assusta muito, né? O gelo tinha o tamanho de um laranja", compara.

Vanessa Barboza Favarim, de Mandaguaçu, disse que nunca viu pedras tão grandes em 23 anos de vida. "Nunca vi pedras de gelo desse tamanho. Comentei com a minha mãe. Ela disse que a última vez que aconteceu algo parecido eu tinha quatro anos. A grama do fundo do meu quintal ficou forrada de gelo. É impressionante", relata.

Durante a manhã, a chuva de granizo atingiu cidades do sudoeste e do oeste do estado. As mais afetadas foram Toledo, Cascavel, Cafelândia e Santa Terezinha do Itaipu. Não há registro de desalojados nessas cidades.

Segundo o Simepar, as tempestades foram causadas pelo contraste entre a frente fria que está chegando ao estado com o calor que fazia. A previsão é de que o tempo continue instável na região na terça-feira (26), com chuvas isoladas e trovoadas, mas sem granizo. Além disso, as temperaturas devem cair durante a tarde. A partir de quarta-feira (27), o clima deve ficar frio em todo o Paraná.

 

 

G1