Cássio mantém foco nas propostas e lembra em debate que entregou um governo com contas equilibradas e um conjunto de projetos prontos

Cássio mantém foco nas propostas e lembra em debate que entregou um governo com contas equilibradas e um conjunto de projetos prontos

No debate promovido pela Rede Paraíba de Televisão (Televisões Cabo Branco e Paraíba), nesta terça-feira (1), o candidato ao governo do Estado da Coligação A vontade do Povo, senador Cássio Cunha Lima (PSDB), lembrou aos paraibanos uma grande conquista em sua gestão: entregou um estado saneado, com contas equilibradas e com um conjunto de projetos, que o atual governador já deveria ter terminado, mas não o fez.

 Cássio se referiu aos projetos de construção de estradas, adutoras e construção de casas que havia iniciado, mas o governador Ricardo Coutinho (PSB) não concluiu em quatro anos de governo.

 Ele lembrou ainda quando indagado pelo atual governador sobre os investimentos feitos em recursos hídricos em 2002 a 2003, quando a secretaria nem existia nessa época. Todo investimento de mais de milhões de reais feitos  nesta área,na gestão de Cássio, foi por meio da Secretaria de Infraestrutura.

 Disse ainda que o servidor público conhece a sua postura e conduta com a categoria, que sempre foi de diálogo, de respeito e valorização do servidor. Tanto é que foi na sua gestão que foram elaborados mais de 37 Planos de cargos, Careira e Remuneração, além dos concursos públicos efetivados.

 Para dar continuidade a essa postura, Cássio vai restabelecer o diálogo do governo com o Fórum dos Servidores, revisar os PPCRs e manter ainda o equilíbrio fiscal do Estado. O candidato da Coligação A Vontade do Povo lembrou ainda que o servidor público não pagou juros quando do recebimento do 13º salário à época em que o Estado teve que fazer empréstimo.

 Conforme Cássio, o governo só tinha duas alternativas: não pagar o 13º salário, o qual não tinha sido pago na gestão anterior, ou encontrar uma solução criativa que foi o Estado pagando o juro. “Eu repito que essa foi a Paraíba que encontrei, não foi a que entreguei: Um Estado com projetos, com recursos, com obras e equilibrado sobre o aspecto fiscal dentro de uma gestão absolutamente competente e responsável”, atestou. 

 

Assessoria