Cássio encerra circuito de visitas com comícios gigantes em Itaporanga e Pedra Branca

Cássio encerra circuito de visitas com comícios gigantes em Itaporanga e Pedra Branca

Candidato a governador pela Coligação A Vontade do Povo, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) voltou a Itaporanga na noite de terça-feira (16), em sua segunda visita ao Valé do Piancó nesta campanha.,Em um comício gigante, Cássio foi recebido com festa na cidade, assim como aconteceu no outro município da região, Pedra Branca.

Há duas semanas, a comitiva do tucano esteve na região em uma grande carreata, mas apesar de ter sido bastante festejado em sua passagem pela cidade, o postulante do PSDB ao Governo do Estado não pôde discursar por impedimento da Justiça Eleitoral.

Dessa vez, com a avenida Getúlio Vargas tomada pelo povo, Cássio alertou os eleitores para a importância da reflexão antes de votar. Ao mesmo tempo, lamentou que nos dias atuais, na Paraíba, ainda seja necessário se discutir temas como a perseguição política.

"Da presidente ao trabalhador rural, todos nós só temos apenas um voto. E devemos usá-lo como a expressão maior do nosso compromisso com uma sociedade mais justa, humana, para que o poder seja exercido, sobretudo, com solidariedade. Por isso que julgo importante olhar, como primeira análise, para o comportamento e prática política de quem está no governo. Tem gente que prefere ser temido do que ser querido", atestou o candidato a governador pelo PSDB.

Além dos postulantes a cargos legislativos da Coligação A Vontade do Povo, os ex-prefeitos de Itaporanga Djaci Brasileiro (PSDB) e Will Rodrigues (PDT), além do deputado estadual Vituriano de Abreu (PSC), que concorre à reeleição, prestigiaram o grande comício e reforçaram o apoio a Cássio.

Pedra Branca

A vista do senador Cássio ao Vale do Piancó e Itaporanga foi encerrada às 23h30 desta terça, em Pedra Branca.

Mais uma vez bem recepcionado, o candidato ao governo pelo PSDB renovou os agradecimentos à população e aproveitou para se solidarizar com a professora Maria Bernardino, demitida da rede estadual de ensino após 26 anos de serviços prestados.

 

Assessoria