Cássio e Vital estão entre os "cabeças" do Congresso

Cássio e Vital estão entre os "cabeças" do Congresso
Dois senadores paraibanos estão na lista divulgada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) com os 100 "cabeças" do Congresso Nacional. Cássio Cunha Lima (PSDB) e Vital Filho (PMDB) entraram no ranking dos parlamentares mais influentes do Brasil. O tucano foi citado por sua capacidade de debatedor, enquanto que o peemedebista teve enaltecida sua qualidade de articulador.
 
A pesquisa inclui apenas os parlamentares que estavam no efetivo exercício do mandato no período de avaliação, correspondente ao período de fevereiro a junho de 2014. Assim, quem esteve ou está licenciado do mandato, mesmo influente, não faz parte da publicação.
 
Por isto, não constam entre os 100 mais influentes: o deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que tomou posse como ministro de Estado do Esporte, o deputado Jilmar Tatto (PT-SP), que assumiu a Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, o deputado Ricardo Berzoni (PT-SP), ministro de Estado chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, e a senadora nomeada ministra de Estado da Cultura, Marta Suplicy (PT-SP).
 
O que são - Os “Cabeças” do Congresso Nacional são, na definição do DIAP, aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades. Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, o Diap destaca a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão. Enfim, é o parlamentar que, isoladamente ou em conjunto com outras forças, é capaz de criar seu papel e o contexto para desempenhá-lo.