Cássio diz que nem Rômulo Gouveia, nem Carlos Antônio viraram seus inimigos

Cássio diz que nem Rômulo Gouveia, nem Carlos Antônio viraram seus inimigos
O pré-candidato ao Governo da Paraíba pelo PSDB, senador Cássio Cunha Lima, declarou neste final de semana durante visita em cidades do sertão paraibano que o vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) e o ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antônio (DEM), não serão tratados como inimigos, por terem decidido apoiar a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).

“Portanto, eu não tenho o que comentar das opções de escolhas feitas por Carlos Antonio, Rômulo Gouveia ou por quem que seja. Eu sou daqueles que acho que adversários políticos não é inimigo. Eu não quero fazer da política um espaço para massacrar as pessoas, aniquilá-las, varrer do mapa”, disse Cássio Cunha Lima ao ser questionado sobre a perda do apoio dos ex-aliados políticos.

De acordo com Cássio Cunha Lima, as pessoas tem liberdade para tomarem as suas posições políticas e ele não pode interferir nessas decisões.

“Eu não sou dono do voto, muito menos da vida e da consciência de ninguém. Eu tenho o meu voto e nada mais. E nesse momento que as pessoas confiam na minha liderança, na minha orientação e me segue. E me honra muito e me faz crescer enormemente as minhas responsabilidades com a Paraíba e com os paraibanos”, afirmou.

Cássio disse que é preciso ter tolerância, pois, segundo o tucano, "na democracia, governo e oposição são importantes".

“Adversários não é inimigo. Então, respeito à opinião de cada um deles. Vou fazer a pré-campanha, quando ela for confirmada, com os que me confiam, com meus aliados”, afirmou Cássio Cunha Lima.


MaisPB com Diário do Sertão  .