Cássio Cunha Lima comenta tentativa do MP de impugnar sua candidatura

Cássio Cunha Lima comenta tentativa do MP de impugnar sua candidatura

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) disse, nesta terça-feira (15), que a tentativa do Ministério Público de invalidar sua candidatura ao governo da Paraíba não tem base legal. Segundo Cunha Lima, o pedido dos procuradores se baseia em argumentos errados.

Cássio argumenta que a tese de que ele estaria inelegível por oito anos não se sustenta, lembrando que foi condenado por três anos de inelegibilidade, tempo que já foi cumprindo, inclusive possibilitando sua eleição em 2010. Ele afirma que estender sua pena por mais cinco anos seria dar duas sentenças para uma só condenação. "Isso já foi considerado ilegal pelos ministros Ricardo Lewandowski e Joaquim Barbosa", disse.

O candidato ao governo ainda diz que mesmo se tivesse sido punido com uma pena de oito anos poderia ser candidato este ano, porque sua condenação aconteceu pela participação na eleição de 1º de outubro de 2006. Neste ano, a eleição acontece em 5 de outubro, quatro dias após o aniversário de oito anos do pleito em questão. "A data da eleição é a do primeiro turno. O segundo turno é uma etapa suplementar, tanto que não ocorre em localidades com menos de 200 mil habitantes", complementou Cássio.


MaisPB com Felipe Patury