Cássio admite licença do Senado após impeachment para se dedicar à campanha eleitoral

Cássio admite licença do Senado após impeachment para se dedicar à campanha eleitoral

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima, admitiu tirar licença para se dedicar à campanha eleitoral nas principais cidades onde o partido vai disputar as eleições em outubro.

Cássio disse que a licença está praticamente certa. Ele espera a conclusão do impeachement da presidente Dilma Roussef (PT), marcado para o fim do mês.

No entanto, a licença deve ser por pouco mais de 30 dias, o que não garante a posse do primeiro suplente Deca do Atacadão. Cássio vai participar, ativamente, da campanha à reeleição de Romero Rodrigues (PSDB), em Campina Grande.

Segundo informações repassadas ao Blog, o senador vai participar de atividades de campanha ao lado do candidato à reeleição em João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), mas ainda não há a confirmação do tucano.

 

 

 

 

Anderson Soares