Casos confirmados de microcefalia chegam a 1.198, segundo ministério

Casos confirmados de microcefalia chegam a 1.198, segundo ministério

O número de casos confirmados de microcefalia no Brasil chegou a 1.198. Ao todo, foram 7.228 notificações desde o início das investigações, em 22 de outubro, até 23 de abril. Segundo a pasta, 2.320 casos foram descartados e outros 3.710 casos ainda estão sendo investigados.

Os dados são do boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (26). Dos casos confirmados de microcefalia, 194 tiveram teste positivo para o vírus da zika.

Estados
O estado com maior número de casos confirmados ainda é Pernambuco, com 334 casos, seguido da Bahia, com 221, Paraíba, com 112, e do Maranhão, com 99.

Desde 22 de outubro, houve 251 notificações de mortes por microcefalia ou outras alterações no sistema nervoso central durante a gestação ou após o parto. Deste total, 54 óbitos foram confirmados para microcefalia e alterações do sistema nervoso central, 30 foram descartados e 167 continuam sob investigação.

Zika: mais de 91 mil casos em 2016
O vírus da zika já circula em todas as unidades da federação, segundo o Ministério da Saúde. Nesta terça-feira, a pasta divulgou, pela primeira vez, o número de casos prováveis de zika no país. Foram 91.387 notificações da doença neste ano, até 2 de abril, o que corresponde a uma taxa de incidência de 44,7 casos por 100 mil habitantes. Do total, 31.616 foram confirmados.

Até o momento, o Ministério da Saúde só divulgava em seus boletins quantos estados tinham tido notificações de zika e o número de casos de microcefalia provavelmente relacionados ao vírus, mas não o número de casos da doença no país, por isso esse dado é inédito.

Do total de notificações, 7.584 foram em gestantes, dos quais 2.844 foram confirmados por critérios clínico-epidemiológicos ou laboratoriais.

A região centro-oeste teve a maior taxa de incidência: 113,4 casos por 100 mil habitantes.

O estado com maior número de casos prováveis de zika é o Rio de Janeiro, com 25.930 notificações, seguido por Bahia (25.061), Mato Grosso (16.055) e Minas Gerais (6.693). São Paulo teve 1.500 notificações.

Houve três mortes por zika confirmadas laboratorialmente: uma em São Luís (MA), uma em Benevides (PA) e uma em Serrinha (RN).

 

 

 

 

 

G1