Caso haja greve dos agentes, secretário garante providências para manter a ordem nos presídios

Caso haja greve dos agentes, secretário garante providências para manter a ordem nos presídios

O secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, delegado Wagner Dorta, disse durante entrevista ao Programa Rádio Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação desta sexta-feira (3) que caso os agentes penitenciários decidam pelo movimento grevista, o Governo do Estado ira tomar todas as providências necessárias para manter a ordem e a tranquilidade dentro das  unidades prisionais do Estado.

Wagner Dorta explicou que a categoria conta com três órgãos representativos, sendo um sindicato que representa legalmente a classe e duas associações “e estamos mantendo diálogo com todos eles com o objetivo de encontrar uma solução que seja viável para ambas as partes”, destacou.

 

Ao comentar a decisão da Justiça que impediu a greve dos agentes, o secretário afirmou que juiz pensou na coletividade e analisou que essa greve poderia trazer danos irreparáveis para a sociedade ao destacar que o Estado tem hoje 79 unidades prisionais, cerca de 1,8 mil agentes penitenciários e aproximadamente 12 mil presos. “A justiça agiu de forma justa e acertada ao impedir a greve partindo dos princípios da proporcionalidade e razoabilidade ”, disse o secretário.

 

Doenças nos presídios – Ao falar sobre os casos de doenças, especificamente de casos de tuberculose registrados em unidades prisionais na região de Cajazeiras, Wagner Dorta disse em um local confinado, como é o caso de um presídio, o ambiente é mais propício para a propagação de doenças, mas a Secretaria de Administração Penitenciária tem uma Gerência de Saúde que faz todo um trabalho preventivo e educativo e caso seja confirmado qualquer caso de doenças todas as providências são tomadas com tratamento no local e, se for caso, o preso é enviado a uma unidade de saúde. 

 

 

 

 

Paraíba.com.br