‘Casamento para mim é homem e mulher e tenho direito de defender isso’, diz candidato a presidente do PSC

‘Casamento para mim é homem e mulher e tenho direito de defender isso’, diz candidato a presidente do PSC

Por ser um partido cristão, questões como aborto e casamento homoafetivo sempre surgem nas entrevistas ao PSC e o pastor Everaldo Pereira, candidato a presidente da República, não se esquivou delas em visita à Paraíba.

Em entrevista à Rádio Arapuan, o candidato destacou que é ‘pró-vida’ e ‘pró-família’, com relação ao aborto ele afirmou que é favor da vida desde a concepção e sobre o casamento gay ele foi enfático: ‘casamento para mim é homem e mulher e tenho o direito de defender os princípios que eu acredito’, apesar de garantir que respeita todas as pessoas.

“A pessoa mais democrática do mundo é Deus, que deu o livre arbítrio. Não sou eu que vou dizer, mas estou no direito de defender minhas posições’, aponta.

Para aliviar o discurso, o pastor frisou que o PSC é um partido político, que defende os princípios do cristianismo, mas não é um partido de religião. “Somos um país democrático e laico. Cada um tem sua fé eu tenho a minha e nós respeitamos a fé de todos os brasileiros. O PSC não é um partido religioso ou de igreja, é um partido político”, conclui.

 
 


Marília Domingues