Carteira de Trabalho digital é lançada em Brasília

Carteira de Trabalho digital é lançada em Brasília

Os moradores do Distrito Federal poderão utilizar, a partir de hoje (27), a versão digital da Carteira de Trabalho. A nova forma de tirar o documento, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), dá mais agilidade e segurança aos trabalhadores e deve chegar a todo o Brasil até janeiro de 2015.

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, explicou que, em vez de esperar vários dias para receber o documento, o solicitante o receberá no ato da requisição, graças à informatização do processo. “Fazer a carteira de forma manual é um atraso inexplicável e um desaforo ao trabalhador, que sai da sua casa, perde tempo. Com a nova carteira, o trabalhador chega lá, é atendido e recebe a carteira em 15, 20 minutos, pois ela será digitalizada”, disse o ministro.

De acordo com o MTE, no momento em que o trabalhador solicitar a versão digital da Carteira de Trabalho, ele terá suas informações cruzadas com outros bancos de dados governamentais, proporcionando a entrega de um documento com todas as informações do cidadão atualizadas. Além disso, a foto é tirada no local de atendimento. Todo o processo leva, no máximo, 20 minutos.

A nova Carteira de Trabalho é válida em todo o território nacional e tem numeração única para todas as vias. As mudanças buscam reduzir o número de fraudes, por favorecer a segurança nos processos operacionais, informa o ministério. Outra vantagem do modelo é informar se o empregador vem recolhendo corretamente o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e as contribuições previdenciárias.

O MTE também está implantado uma forma de agendar o atendimento nos postos do ministério e estudando a possibilidade de lançar um cartão magnético para substituir a forma como é hoje a Carteira de Trabalho. “O cartão terá todas as informações e simplificar enormemente a vida do trabalhador. É como um cartão de crédito, que estarão ali todas as informações que ele precisa, como benefícios, seguro desemprego, o histórico dos vínculos trabalhistas. Todas as informações da vida do trabalhador estarão neste cartão”, adiantou Dias.

Quem já tem Carteira de Trabalho não precisa substituí-la. O modelo eletrônico já estava disponível nos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Ceará e de Santa Catarina. O ministério promete, a partir de 1º de janeiro, ter a Carteira de Trabalho digital em todo o Brasil.


Terra