Cartaxo diz que não foi convidado para inauguração do Trevo das Mangabeiras e aponta que fez mais pela mobilidade de JP

Cartaxo diz que não foi convidado para inauguração do Trevo das Mangabeiras e aponta que fez mais pela mobilidade de JP

A inauguração do Trevo das Mangabeiras em João Pessoa, parece ter criado mais um mal estar entre o prefeito, Luciano Cartaxo (PT) e o governador, Ricardo Coutinho (PSB). O prefeito que foi contra o projeto do Trevo e chegou a colocar impedimentos físicos no local, agora fala que não foi convidado, mas que se for – formalmente – a prefeitura estará presente. O prefeito aproveitou para puxar brasa para a sua sardinha, falando das próprias obras de mobilidade urbana.

Cartaxo afirmou que ainda  não recebeu convite formal do governador e tentou criar um clima ameno: “Quando um não quer dois não brigam”, onde nitidamente não se vê isso na prática. “Estamos entregando obras muito importantes na cidade, como a do Trevo é muito importante para João Pessoa, e se soma às obras que a prefeitura tem feito”, disse. 

O petista aproveitou para citar as obras de mobilidade feitas desde o início do mandato: “A ampliação da Epitácio Pessoa, a duplicação da Avenida Panorâmica no Altiplano, a Nova Beira Rio, Viaduto da Geraldo Mariz, mais de sete binários entregues a cidade... Uma coisa se soma a outra e quem ganha é João Pessoa”, pontuou.

Não é de hoje a troca de farpas disfarçadas entre os dois gestores. Se por um lado, Cartaxo quer a reeleição como prefeito da Capital, por outro a aliança já vem se esfacelando desde o primeiro dia, ainda mais após as recentes citações do nome do secretário estadual, João Azevedo, como o nome do PSB para disputar as eleições na Capital. A "briga" se acirrou no aniversário de 430 anos de João Pessoa, onde Cartaxo reagiu ao anúncio de um calendário de obras do governo do estado.  

 

 


Redação