Carro da Justiça Eleitoral é apedrejado e um fiscal fica ferido

Carro da Justiça Eleitoral é apedrejado e um fiscal fica ferido

Um carro da Justiça Eleitoral foi atingido por uma pedra em Óbidos, no oeste do Pará. No veículo estavam dois fiscais eleitorais que voltavam de um evento político na comunidade Flexal, distante aproximadamente 2 horas e 30 minutos do centro urbano do munícipio. Um deles ficou ferido na cabeça. O caso aconteceu na madrugada de quinta-feira (29).

De acordo com a chefe de cartório da 22ª zona eleitoral de Óbidos, Milena Cristina Strympl, o veículo foi atingido em um dos vidros laterais. Os estilhaços se espalharam e feriram o fiscal.   Após a pedrada, Milena contou que os servidores não pararam para ver o que tinha acontecido e seguiram para centro da cidade.

Pedra quebrou um dos vidros da janela do veículo (Foto: Polícia Civil de Óbidos/Divulgação)Pedra quebrou um dos vidros da janela do veículo
(Foto: Polícia Civil de Óbidos/Divulgação)

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil do município e vai ser investigado. Milena acredita que a situação não foi motivada pelo fato das duas pessoas serem fiscais eleitorais. “Eu não sei se outros carros particulares que vinham atrás também foram apedrejados, mas tudo isso vai ser investigado para que os autores sejam localizados”, concluiu.

O delegado de Polícia Civil de Óbidos, Thiago Mendes, explicou que o caso se assemelha a uma agressão entre adversários políticos. "O veículo estava descaracterizado, então não tinha os agressores saberem que ali tinham fiscais eleitorais e a área é muito erma. Ainda não temos supeitos, mas as diligências continuam e o inquérito deve ser concluído em 30 dias", informou.

Óbidos não está entre os 70 municípios do Pará que receberão o reforço na segurança com as Forças Federais durante as eleições municipais 2016.

Assalto a casa de candidato a prefeito de Mojuí dos Campos (Foto: Reprodução/TV Tapajós)Vereador ficou sob a mira dos assaltantes
(Foto: Reprodução/TV Tapajós)

 

Candidato feito refém em Mojuí dos Campos
Um candidato à Prefeitura do município de Mojuí dos Campos foi feito refém com a família, um candidato a vereador e outras pessoas durante um assalto no dia 25 de setembro. Armados, a dupla de criminosos invadiu a casa do candidato a prefeito com a intenção de roubar dinheiro. O candidato a vereador chegou a ficar na mira dos assaltantes. A Polícia Militar foi acionada e após negociação, os criminosos se renderam. A Polícia Civil descarou a possibilidade do crime estar ligado a questões políticas. Os dois presos são membros de uma quadrilha altamente estruturada e perigosa que atua em assaltos em Santarém e região.

 

Ministro se pronuncia
Apesar dos casos de violência que têm marcado a campanha eleitoral deste ano, em entrevista na manhã deste sábado (1º), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou que foram adotadas medidas necessárias para assegurar a segurança de eleitores e candidatos na votação deste domingo (2). O magistrado ressaltou, em entrevista na sede do TSE, que os eleitores podem ir às urnas "sem medo".

 

 

 

G1