Carnaval 2014 registra redução de 23% nas ocorrências de homicídios

Carnaval 2014 registra redução de 23% nas ocorrências de homicídios

O trabalho desenvolvido pelas Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros durante o Carnaval 2014 na Paraíba resultou na redução de 23% dos casos de assassinatos registrados no Estado em relação ao mesmo período do ano passado e ainda em prisões e apreensões de armas e drogas nos litorais Sul e Norte de João Pessoa e cidades do interior paraibano. Os números do mês de fevereiro também apresentaram queda quando comparados aos do ano anterior, com redução de 27% na ocorrência de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte. 

Os números foram apresentados ao governador em exercício, Rômulo Gouveia, nesta quarta-feira (5), durante reunião de monitoramento realizada no Palácio da Redenção, com a presença do secretário executivo da Seds, Jean Nunes, e gestores da Segurança Pública. Para o governador, graças ao trabalho preventivo realizado pelas forças de segurança, o Carnaval foi tranquilo este ano. Rômulo lembrou que não foi registrado nenhum homicídio nos locais das festividades e que os resultados de todas as operações que integraram o plano de segurança do Carnaval foram positivos. 

De acordo com o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), neste ano, do dia 1º até o dia 4 de março, foram registrados 16 CVLI, sendo um com vítima do sexo feminino. Já de 9 a 12 de fevereiro de 2013, período em que aconteceu o Carnaval, se contabilizou 21 assassinatos, entre eles três de mulheres. Em relação aos 28 dias de fevereiro, este ano houve 92 CVLI, enquanto que no mesmo período de 2013 houve 127 crimes do mesmo tipo. Segundo a avaliação do Nace, foi o melhor mês desde janeiro de 2011. 

“Registramos até esta terça-feira uma redução de 23% no número de homicídios no período de Carnaval em relação ao ano passado e uma queda de 27% em comparação ao mês de fevereiro de 2013. Isso é um resultado animador e nos dá a sensação de dever cumprido. É um estímulo para trabalhar mais ainda e garantir a segurança dos paraibanos.”, ressaltou Rômulo Gouveia. 

O secretário executivo de segurança, Jean Nunes, avaliou que o trabalho integrado das polícias surtiu efeito diante de muitas atividades de rua, tanto nas prévias carnavalescas como nos dias de Carnaval. “Conseguimos registrar cinco casos a menos de homicídios em comparação ao ano passado, podendo chegar até a dez casos até o fim desta quarta-feira. Isso é resultado de um trabalho diuturno das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, junto com operações educativas como a Lei Seca e de limitação sonora que contribuíram para que as pessoas brincassem em um clima de paz e alegria”, completou Nunes. 

Ações da Polícia Militar – Do sábado até a terça-feira de Carnaval, a Polícia Militar atendeu 950 ocorrências de perturbação do sossego, o dobro do ano passado. As cidades onde mais houve esse tipo de problema foram João Pessoa, que concentrou 48% dos atendimentos (428), Lucena (101), Conde (95) e Cabedelo (85). 

Além disso, a PM efetuou 29 apreensões de armas de fogo e sete de entorpecentes. No total, 111 pessoas foram conduzidas a delegacias do Estado para a instauração de procedimentos. Entre as motivações das prisões estão porte ilegal de arma (28), lesão corporal (26), roubo (13), tráfico de drogas (12), furto (8) e cumprimento de mandados de prisão (8), entre outros. 

Polícia Civil instaura 170 procedimentos – Nas delegacias de Polícia Civil que trabalharam em regime de plantão durante o Carnaval 2014, foram registrados 87 autos de prisão em flagrante, 70 termos circunstanciados de ocorrência (TCO) e sete procedimentos de menor infrator. Os flagrantes foram lavrados pelos crimes de trânsito (27), violência contra a mulher (19), patrimoniais (13), apreensão de armas de fogo (12) e crimes contra a vida (5), principalmente. O Disque Denúncia – 197 da Seds recebeu 60 denúncias em quatro dias. 

Bombeiros fizeram prevenção e orientação – Coube ao Corpo de Bombeiros realizar atividades de orientação e prevenção em 23 municípios paraibanos durante o Carnaval. Foram instalados 40 postos de guarda-vidas nas cidades que concentraram festas de maior porte, como aquelas dos litorais Sul e Norte de João Pessoa, Cajazeiras, Sousa, Coremas, Campina Grande e Patos, entre outras. 

Ao todo, 10.983 atendimentos aconteceram, com abordagem a famílias, distribuição de material e de pulseiras de identificação. Por meio dessas ações, 31 crianças foram encontradas, aconteceram 21 salvamentos aquáticos (redução de 44%), 40 intervenções de primeiros socorros, sete auxílios à comunidade e ocorrência de apenas um afogamento.

Secom-pb