Campanha de vacinação do H1N1 é antecipada em Patos

Campanha de vacinação do H1N1 é antecipada em Patos

A campanha de vacinação contra influenza foi antecipada no Estado da Paraíba. A campanha que teria início dia 30, foi antecipada para esta próxima segunda-feira, dia 11. Contudo, neste início serão imunizados apenas dois grupos prioritários, gestantes e profissionais de saúde que atuam em serviços de urgência, emergência e unidades de saúde.

De acordo com a coordenadora de Imunização do município e da 6ª Gerência de Saúde, a campanha terá início apenas com dois grupos prioritários, pois o Ministério da Saúde ainda não encaminhou o total de vacinas necessárias para campanha. Só foi recebido até o momento o correspondente a 24% do total de doses.

“A campanha foi programada para iniciar no dia 30 de abril e se estenderia até o 20 de maio, porque a própria compra da vacina pelo MS foi acordada com o laboratório que ele só teria condições de entregar a vacina em quatro etapas, para que pelo menos até o dia D a gente tivesse recebido 45% do total. Ontem o Estado recebeu 24% dessas vacinas e com esse pânico que gerou com a aparição de alguns casos suspeitos no estado a Secretaria de Estado em reunião com o CONASEMS e a SIB, resolveram antecipar a vacinação para dois grupos. Então, no próximo dia 11, nós estaremos vacinando gestantes e profissionais de saúde,” comunicou.

Socorro Guedes, disse ainda que os outros grupos prioritários serão atendidos ao passo que as vacinas forem entregues pelo Ministério da Saúde, mas a data estabelecida permanece em 30 de abril, podendo ou não ser adiantada.

“Vai chegar vacina, e todos os grupos serão atendidos até o dia 20 de maio, que são crianças de 6 meses a 4 anos 11 meses e 29 dias, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas em até 45 dias após o parto e integrantes do sistema prisional. Também serão atendidas pessoas com comorbidades,” explicou.

A vacina contra gripe é trivalente e protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a A/H1N1, A/H3N2 e influenza B. Entretanto, Socorro Guedes lembra que a vacina não é a única forma de prevenção, e que medidas podem ser tomadas para que a contaminação com o vírus da gripe seja
evitado.

“Além da vacina existem outras maneiras de prevenir a gripe, a exemplo dos cuidados com a higiene das mãos, não usar copo da pessoa que apresenta algum sintoma, ao tossir ou espirrar usar lenço cobrindo o nariz e a boca, não compartilhar alimentos, toalhas ou outros objetos, evitar ambientes de grande aglomeração, como também não usar medicamentos por conta própria, pois isso pode mascarar a doença e dificultar seu diagnóstico. Pedimos ainda que quem apresentar algum dos sintomas procure o serviço médico para ter um diagnóstico rápido
e adequado,” solicitou.

Em Patos, quem estiver dentro dos grupos prioritários para este início de campanha poderá comparecer a unidade de saúde mais próxima de sua residência para receber a dose da vacina.

 

 

 

MaisPB