Cambista vende ingresso para jogo da Argentina por US$ 1 mil

Cambista vende ingresso para jogo da Argentina por US$ 1 mil

A poucas horas do início de Argentina e Bósnia, pela primeira rodada do grupo E, a procura por ingressos nos arredores do Maracanã é intensa. Até cambistas tentam comprar entradas para o jogo. Muitos usam placas em inglês e português dizendo que precisam de ingressos. 

O UOL Esporte viu um cambista, na saída da estação de metrô do Maracanã, tentando vender uma entrada para um argentino por US$ 1 mil (cerca de R$ 2,2 mil), mas a negociação não prosperou. O estádio terá hoje capacidade para 67.091 pessoas.
 
A chegada dos argentinos ao estádio ocorre de forma tranquila. Assim como se deu em Copacabana, na véspera, a festa dos torcedores neste domingo é pacífica. A animação começa dentro dos vagões do metrô. Cantando provocações aos brasileiros e gritos de incentivo à seleção, eles transformaram o transporte público em território argentino.
 
Um dos mais animados era o grupo de torcedores do Los Andes, de Lomas de Zamora, time da terceira divisão argentina. "Estamos na terceira, mas temos uma torcida de primeira", explicou um dos torcedores.
 
Na saída do metrô, na rampa de acesso ao Maracanã, vários camelôs disputavam a atenção dos torcedores argentinos. Até um vendedor "hermano" (que não quis se identificar) vendia camisas da seleção (por R$ 50, a infantil, e R$ 90 a principal). 
 
Dois outros argentinos ganhavam um troco pintando a cara dos seus conterâneos (R$ 5 a bandeira, R$ 15 meio rosto e R$ 20 o rosto inteiro). "Somos os únicos trabalhando aqui na Copa", dizia, com orgulho, Maximiliano Uhryn."

Uol