Câmara abre prazo para Cunha recorrer da decisão do Conselho

Câmara abre prazo para Cunha recorrer da decisão do Conselho

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), publicou na edição desta quinta-feira (16) do Diário Oficial da Câmara despacho que abre prazo de cinco dias úteis, contados a partir desta sexta (17), para o presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recorrer da aprovação no Conselho de Ética de parecer pela cassação do seu mandato. Com isso, a defesa de Cunha tem até a próxima quinta (23) para entrar com recurso. 

Na terça, o Conselho aprovou, por 11 votos a 9, parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) pela cassação do mandato de Cunha. A palavra final sobre o mandato do parlamentar cabe agora ao plenário. O presidente afastado é acusado de quebra de decoro parlamentar por ter, segundo o parecer mentido sobre a existência de contas no exterior em depoimento à CPI da Petrobras, em 2015.

Em nota publicada após a votação, Cunha diz que "o processo tem nulidades gritantes" e que vai recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ele afirma ter "absoluta confirança" de que reverterá a decisão e que é inocente da acusação de mentir à CPI.

O despacho do presidente interino abrindo o prazo para recursos foi feito após o presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo, comunicar que o processo de Cunha no colegiado já se encerrou.

 

 

 

 

G1