Caixa Econômica deve reduzir em 20% crédito para a casa própria

Caixa Econômica deve reduzir em 20% crédito para a casa própria

A Caixa Econômica Federal deve reduzir em 25 bilhões de reais o valor destinado ao financiamento de imóveis em 2015, para 103,8 bilhões de reais. O valor representa uma queda de 20% sobre o que foi desembolsado no ano passado. Se confirmada a expectativa, será o segundo ano consecutivo de recuo e o mais acentuado desde o início do ciclo de expansão dos financiamentos imobiliários, em 2002. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta quinta-feira.

A previsão inicial do banco era repetir os 129 bilhões de reais de 2014, mas a expectativa foi frustrada após a forte saída de recursos da poupança. De janeiro a abril, a caderneta “perdeu” 29,2 bilhões de reais, segundo dados do Banco Central (BC). Para o fim do ano, a expectativa do setor é que a poupança perca 50 bilhões de reais em depósitos neste ano, o que deve afetar os financiamentos.

Em meio a limitações da poupança, a Caixa priorizou imóveis novos em detrimento de usados, para desovar o estoque de construtoras. Desde abril, o banco só financia até 50% do valor desses imóveis, ante uma taxa anterior de 80%. O banco tem sido mais seletivo na aprovação de crédito e vem priorizando imóveis de menos de 400 mil reais.

Para ajudar a reverter a situação, bancos e construtoras querem que o BC libere ao menos parte do depósito compulsório da poupança, de 120 bilhões de reais. O órgão, no entanto, é contra a proposta.

 

 

 

Veja