Cai para 12 o número de desaparecidos em Mariana

Cai para 12 o número de desaparecidos em Mariana

O número de desaparecidos na tragédia do rompimento das barragens da Samarco em Mariana (MG), no último dia cinco, caiu de 15 pessoas para 12 pessoas. Nesta segunda-feira (16), o comando de operações montado em Mariana retirou três nomes da lista de desaparecidos, que foram encontrados em Goiás. Com isso, o número de pessoas desaparecidas são 12, entre eles nove funcionários de empresas terceirizadas da Samarco, e três moradores do distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, onde aconteceu o desastre.

 
Quatro corpos não foram identificados. Sete mortos foram confirmados e identificados.
 
Moradora de Cristália, Goiás, Fernanda Maria da Silva tinha denunciado o desaparecimento de suas filhas, Mariana da Silva Santos e Ana Clara dos Santos, e do marido Bruno dos Santos Souza.
 
De acordo com o comando de operações, após o desastre ela disse ter entrado em contato com os parentes que, segundo ela, trabalham em uma fazenda na região de Mariana, mas não era em Bento Rodrigues. Entretanto, como não soube dizer o local exato para que as equipes de resgate pudessem encontrar essas pessoas, elas foram consideradas desaparecidas. A PM (Polícia Militar) de Minas Gerais entrou em contato com a PM goiana, que foi à casa dela e registrou um BO (Boletim de Ocorrência) com a declaração de que os parentes não estão desaparecidos.
 
Moradores de Bento Rodrigues já haviam dito aos bombeiros que não conheciam aquelas pessoas. Com o registro do BO da PM de Goiás, repassado à PM mineira, os nomes foram oficialmente retirados da lista de desaparecidos.
 
 

Uol